Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

7

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

7

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 82 Número 5




Voltar ao sumário

 

Investigação

Úlceras cutâneas na hanseníase: perfil clínico-epidemiológico dos pacientes

Skin ulcers in leprosy: clinical and epidemiological characteristics of patients


Fernanda Guzzo Gomes1, MARCO ANDREY CIPRIANI FRADE2, NORMA TIRABOSHI FOSS3

1Fisioterapeuta, pós-graduanda em Bioengenharia Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – Escola de Engenharia de São Carlos – Instituto de Química de São Carlos (FMRP-EESC-IQSC) – Universidade de São Paulo (USP) – São Paulo (SP), Brasil.
2Professor Doutor da Divisão de Dermatologia do Depto Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto pela Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (FAEPA-HCFMRP) - Universidade de São Paulo (USP) – São Paulo (SP), Brasil.
3Professora Associada da Divisão de Dermatologia do Departamento Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP), Universidade de São Paulo (USP) – São Paulo (SP), Brasil.

Recebido em 06.11.2006. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 05.09.2007. *Trabalho realizado no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HC-FMRP), Universidade de São Paulo (USP) – São Paulo (SP), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum / Conflict of interest: None Suporte financeiro: Nenhum / Financial funding: None Como citar este artigo/ How to cite this article: Gomes FG, Frade MAC, Foss NT. Úlceras cutâneas na hanseníase: perfil clínico-epidemiológico dos pacientes. An Bras Dermatol. 2007;82(5):433-7.

Correspondência:
Divisão de Dermatologia – FMRPUSP Av. dos Bandeirantes 3900, Monte Alegre 14049 900 - Ribeirão Preto - SP Tel.: (16) 3602-2447 "E-mail":feguzzo@gmail.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS – A hanseníase é uma doença de evolução crônica cuja lesão nervosa determina alterações sensitivas e motoras, levando à instalação de deformidades assim como as úlceras cutâneas. OBJETIVO - Traçar perfil epidemiológico dos hansenianos ulcerados e não ulcerados atendidos no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto 2003/2004. MÉTODOS - Estudo transversal de 79 hansenianos atendidos em 2003 e 2004 junto ao Arquivo Médico, separando-os em Grupo 1 RESULTADOS - Nesta amostra, 69,6% eram do sexo masculino, 91,1% brancos e baciloscopia positiva em 62%. Destes, 25 (32%) pacientes apresentaram ulcerações (Grupo 1) localizadas nos membros inferiores em 68% dos casos, classificados como grau II de incapacidade (72%), diferente em relação ao grupo 2 (p<0,01). Na classificação espectral da hanseníase, comparando os pares de grupos observaram-se diferenças entre tuberculóide e virchowiano (p<0,01), dimorfo e dimorfo-virchowiano (p<0,05), e este com virchowiano (p<0,01). Na operacional, 80% dos ulcerados eram multibacilares enquanto 12% paucibacilares (p<0,05). CONCLUSÕES - Os Grupos 1 e 2 foram epidemiologicamente semelhantes. As ulcerações dos hansenianos parecem estar relacionadas ao grau II de incapacidade e à positividade da baciloscopia, características detectadas por ambas as classificações (espectral e operacional).

Palavras-chave: ANORMALIDADES, HANSENÍASE, ÚLCERA CUTÂNEA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações