Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 82 Número 5




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Cútis laxa granulomatosa – Relato de caso

Granulomatous slack skin – A case report


MARIA BEATRIZ FONTE MAIA1, CRISTIANE ARAÚJO TUMA2

1Doutora em Clínica Médica pela Universidade de São Paulo. Professora da disciplina de Práticas Integradoras da Universidade Federal de Goiás. Médica Hematologista do Hospital Geral de Goiânia – Goiânia (GO), Brasil.
2Especialista em Hematologia e Hemoterapia. Médica Hematologista do Hospital Geral de Goiânia – Goiânia (GO), Brasil. Professora da disciplina de Práticas Integradoras da Universidade Federal de Goiás – Goiânia (GO), Brasil.

Recebido em 10.07.2006. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 14.09.2007. * Trabalho realizado no departamento de Clínica Médica – seção Hematologia do Hospital Geral de Goiânia (HGG) – Goiânia (GO), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum / Conflict of interest: None Suporte financeiro: Nenhum / Financial funding: None Como citar este artigo How to cite this article: Roberti MRF, Tuma CA. Cútis laxa granulomatosa – Relato de caso. An Bras Dermatol. 2007;82(5):445-9.

Correspondência:
Maria do Rosário Ferraz Roberti Rua L, nº. 53, apto. 501, Setor Oeste. 74120 050 - Goiânia – GO Tel.: (62) 3229-0004 "E-mail":familia.roberti@ig.com.br

 

Resumo

A cútis laxa granulomatosa é variante de linfoma T cutâneo com características histopatológicas semelhantes às da micose fungóide, além da presença de infiltrado granulomatoso e perda de fibras elásticas. Caracteriza-se clinicamente por placas endurecidas, eritêmato-vinhosas, que evoluem para flacidez cutânea, acometendo preferencialmente as regiões axilar e inguinal. Em mais da metade dos casos há associação com linfoma de Hodgkin. Relata-se o caso de paciente de 47 anos com cútis laxa granulomatosa, com manifestação sistêmica, que respondeu parcialmente à terapia com interferon-alfa e corticosteróides.

Palavras-chave: CUTIS LAXA, LINFOMA DE CÉLULAS T, MICOSE FUNGÓIDE

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações