Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 59 Número 4




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Estudo dos dermatoglifos digitais em portadores de hanseníase

Digital dermatoglyphic in leprosy


SONIA MARIA ROCHA DE ALMEIDA1, MARIA EUGENIA NOVISKI GALLO2, NOELI RODRIGUES DE OLIVEIRA3

1Laboratório de Anatomia Patológica do Laboratório de Hanseníase - Departamento de Medicina Tropical - FIOCRUZ-RJ - BRASIL
2Ambulatório Souza Araújo do Laboratório de Hanseníase - Departamento de Medicina Tropical - FIOCRUZ-RJ - BRASIL
3Estagiária do Laboratório de Hanseníase - Laboratório de Anatomia Patológica - FIOCRUZ-RJ - BRASIL

Correspondência:
Laboratório de Hanseníase Departamento de Medicina Tropical FIOCRUZ - Manguinhos Av. Brasil, 4365 21040 - Rio - RJ

 

Resumo

Foram analisadas 100 alterações nas impressões digitais de hansenianos controlados no Ambulatório Souza Araújo. Comparamos as impressões digitais de cada paciente com as individuais arquivadas no Instituto de Identifição Félix Pacheco, tomadas na época da identificação civil. Os resultados obtidos sugerem o uso da técnica de tomada de impressões digitais como mais uma forma de se observar a evolução clínica do paciente, através da regressão ou manutenção das alterações durante o tratamento, e como possível método de triagem, descobrindo portador real ou potencial da doença.

Palavras-chave: HANSENÍASE, DERMATÓGLIFOS, DERMATOGLIFIA

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações