Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 59 Número 5




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Larva migrans cutis - Tratamento com cambendazol


QUITÉRIA M. W. BUARQUE DE GUSMÃO 1, ALBERTO EDUARDO COX CARDOSO2

1Médica da Fundação Gonçalves Lamenha Filho
2Professor-Titular de Dermatologia da Escola de Ciências Médicas de Alagoas - Professor Adjuntode Dermatologia do Departamento de Clínica Médica do Centro de Ciências de Saúde da Universidade Federal de Alagoas

Correspondência:
Professor Alberto E.C. Cardoso Rua Cel. Francisco Silva, 65 - Farol 57000 - Maceió - AL

 

Resumo

Os aurores empregam o cambendazol no tratamento de 30 pacientes com larva migrans cutis. Compuseram a casuística crianças e adultos de ambos sexos. O medicamento, foi administrado na dose aproximada de 5mg/kg de peso. O expressivo índice de cura, a facilidade de administração e a excelente tolerância fazem do cambendazol uma nova opção na terapêutica da larva migrans cutis.

Palavras-chave: CAMBENDAZOL, LARVA MIGRANS, CUTANEOUS*

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações