Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

19

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

19

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 58 Número 1




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Comparação de meios de cultura para o isolamento do Corynebacterium minutissimum dos espaços interdigitais dos pés

THE EFFECTIVENESS OF DIFFERENT CULTURE MEDIA IN THE ISOLATION OF Corynebacterium minutissimum FROM TOEWEBS


LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA1, TÂNIA LUDMILLA DE ASSIS2, ÍTALO SUASSUNA3

1Professor-Adjunto do Departamento de Microbiologia Médica - Instituto de Microbiologia da UFRJ - Serviço de Microbiologia e Imunologia da Faculdade de Ciências Médicas, UERJ
2Professor-Adjunto - Serviço de Dermatologia - Faculdade de Medicina da UFRJ
3Professor- Titular - Serviço de Microbiologia e Imunologia da Faculdade de Ciências Médicas da UERJ

Correspondência:
Instituto de Microbiologia UFRJ Centro de Ciências da Saúde Bloco I, Ilha do Fundão 21941 - Rio de Janeiro – RJ

 

Resumo

A comparação de meios para isolamento do agente etiológico do eritrasma demonstrou que o meio de _Mueller-Hinton_ não é adequado para pesquisa da fluorescência sob luz ultravioleta no isolamento primário, que o meio de Pai não é satisfatório para o isolamento com leitura realizada após 18 horas de incubação e que o maior número de isolamentos pode ser feito em agar chocolate telurito. O estudo das amostras isoladas de 24 indivíduos mostrou que “ difteróides”, inicialmente apresentando fluorescência rósea, passaram à fluorescência vermelho-coral quando retestadas. Em dois casos de eritrasma foram isolados somente “difteróides” com fluorescência alaranjada, e observamos também que até três tipos coloniais diferentes de “difteróides” fluorescentes são isolados a partir do mesmo paciente.

Palavras-chave: CORYNEBACTERIUM MINUTISSIMUM*, ERITRASMA, FLUORESCENT

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações