Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 83 Número 1




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Escabiose na cabeça e pescoço: nós a estamos reconhecendo?

Scabies involving head and neck: do we recognize it?


FABIANA THAIS KOVACS1, VERA MAGALHÃES DA SILVEIRA2, AURILENE MONTEIRO BANDEIRA3

1Mestre em Medicina Tropical pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Professora substituta do Departamento de Dermatologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) – Recife (PE), Brasil.
2Doutora em Doenças Infecciosas e Parasitárias pela Universidade Federal de São Paulo, Unifesp. Professora titular do Departamento de Medicina Tropical da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) – Recife (PE), Brasil.
3Doutora em Medicina Tropical pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Professora adjunta do Departamento de Dermatologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) – Recife (PE), Brasil.

Recebido em 12.01.2007. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 01.11.2007. * Trabalho realizado no Departamento de Dermatologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) – Recife (PE), Brasil. Conflito de interesse / Conflict of interest: Nenhum Suporte financeiro / Financial funding: Nenhum Como citar este artigo / How to cite this article: Kovacs FT, da Silveira VM, Bandeira AM. Escabiose na cabeça e pescoço: nós a estamos reconhecendo? An Bras Dermatol. 2008;83(1):83-5.

Correspondência:
Fabiana Thais Kovacs Av. Eng. Domingos Ferreira 636 sala 509, Boa Viagem 51011 050 Recife - PE Tel./Fax: (81) 34259296 (81) 34650615 "e-mail":fabianatk@hotmail.com

 

Resumo

Apesar de o acometimento de cabeça e pescoço de crianças mais velhas e adultos na escabiose ser conhecido, a literatura é pobre em sua descrição. Estudados 124 pacientes com escabiose clássica com cinco anos de idade ou mais, para pesquisa, descrição e registro fotográfico das lesões de cabeça e pescoço. Esses locais foram acometidos em 35,8% dos casos, e as lesões mais encontradas foram crostas hemáticas, pápulas eritematosas com e sem escoriações ou crostas sobrepostas e descamação adjacente.

Palavras-chave: PESCOÇO, CABEÇA, DIAGNÓSTICO, ESCABIOSE

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações