Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

37

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

37

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 30 Número 3




Voltar ao sumário

 

Trabalhos originais

Primeiro caso de lúpus vulgar em paciente do nordeste brasileiro


R. D. AZULAY 1, J. D. AZULAY 2

1Catedrático de Clínica Dermatológica e Sifilográfica na Faculdade Fluminense de Medicina e Docente-livre na Faculdade Nacional de Medicina e na Faculdade de Ciências Médicas.
2Interno de Clínica Dermatológica e Sifilográfica da Faculdade Nacional de Medicina.

Trabalho realizado nas Clínicas Dermatológicas da Faculdade Nacional de Medicina da Universidade do Brasil (Prof. E. F. Rabello) e da Faculdade Fluminense de Medicina (Prof. R. D. Azulay).

Correspondência:
Rua 5 de Julho, 88 (Rio).

 

Resumo

Os autores, ao chamarem a atenção para a raridade do lúpus vulgar no Brasil, insistem em que, até o presente momento, nenhum caso dessa doença foi descrito em pacientes do Norte e Nordeste brasileiro. Êste é, pois, o 1.º caso de lúpus vulgar contraído no Nordeste (Ceará). E'''', também, o 15.º caso da Clínica Dermatológica e Sifilográfica da Faculdade Nacional de Medicina (Rio de Janeiro), no período compreendido entre 1920 e 1954. O diagnóstico foi feito pela inoculação positiva em cobaio, o que só se verificou no 4º mês. O resultado terapêutico, com a hidrazida, foi brilhante.

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações