Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

25

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

25

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 25 Número 3




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Estudos com a "Fase Bacilar" do "Sportrichum Shencki"


Correspondência:
Endereço do autor: Andradas, 1.646 Porto Alegre

 

Resumo

O autor, baseado nos trabalhos de Davis, Negroni e Campheli, obteve formas biológicas de "Sporotrichum Schencki" idênticas às encontradas em parasitismo. Usando o meio de Francis ( agar-coração-cistina-hemoglobina) conseguiu colônias cremosas, brancas, com predominância quase exclusiva de elementos bacilares, alongados, em forma de charuto, outros ovais, sempre gram-positivos. Prefere denominar tais formas de "fase bacilar" do "Sporotrichum Schencki". Suspensões do cogumelo em "fase bacilar" foram usadas como antígeno em soro-aglutinações e índice opsono-citofágico. A soro-aglutinação rápida que, em títulos de 1/2 já é suficiente para afirmar o diagnóstico de esporotricose, mostrou-se uma reação muito útil, por sua rapidez e especificidade. Igualmente a soro-aglutinação lerita, em tubos, revelou-se altamente sensível e específica, a partir do título 1/16. 11 casos de esporotricose foram submetidos a esses antígenos, todos com reações positivas. Os controles foram negativos. A determinação do índice opsono-citofágico constitui mais um elemento de real valor específico no diagnóstico da esporotricose. Serve para verificar o estado atual da reação imunitária do paciente e abre novos horizontes para os estudos imunológicos dessa micose.

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações