Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 78 Número 4




Voltar ao sumário

 

Investigação

Onicomicoses por fungos emergentes: análise clínica, diagnóstico laboratorial e revisão

Onychomycosis caused by emergent fungi: clinical analysis, diagnosis and revision


ADAUTO JOSÉ GONÇALVES DE ARAÚJO1, OTILIO MACHADO P. BASTOS2, MARIA AUXILIADORA JEUNON SOUZA3, JEFERSON CARVALHAES DE OLIVEIRA4

1Pesquisador titular do Departamento de Endemias Samuel Pessoa - ENSPE / FIOCRUZ; Doutor em Paleoparasitologia pela FIOCRUZ.
2Professor adjunto da Universidade Federal Fluminense; Doutor em Parasitologia pela FIOCRUZ.
3Professora da UERJ; Dermatologista; Chefe do setor de Dermatopatologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
4Doutor em Biologia Parasitaria pela FIOCRUZ; Professor adjunto da Universidade Federal Fluminense.

Recebido em 10.10.2001. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 18.11.2002. Trabalho realizado no Instituto Oswaldo Cruz - Laboratório de Investigação em Dermatologia e na Universidade Federal Fluminense.

Correspondência:
Jeferson Carvalhaes de Oliveira Rua Carvalho Alvim nº 201 - apto. 101 Tijuca Rio de Janeiro RJ 20510-100 Tel/Fax: (21) 2569-9777 "E-mail":carvalhaes@openlink.com.br

 

Resumo

*Fundamentos:* As dermatomicoses causadas por fungos emergentes são entidades clínicas raras, à exceção das onicomicoses. Como certos fungos e leveduras podem residir na pele, a positividade em culturas de escamas ungueais deve ser interpretada obrigatoriamente em concordância com os respectivos dados clínicos, exames diretos das amostras, quantificação das colônias isoladas em relação aos pontos de inoculação e, principalmente, deve a positividade ser mantida após a repetição dos cultivos. A invasão da unha por fungos não dermatofíticos (nondermatophytic molds, NDM) em diferentes estudos varia de 1,45% a 17,6%. *Objetivos:* Os objetivos do trabalho são mostrar a ocorrência e realçar a importância dos fungos emergentes como causadores de onicomicose. *Métodos:* As unhas dos pacientes atendidos nos consultórios dos dermatologistas foram examinadas, e, caso houvesse suspeita clínica de onicomicose, coletavam-se amostras que eram enviadas para exame micológico no laboratório. *Resultados:* Neste estudo, foram avaliados 2.271 pacientes e diagnosticada onicomicose em 400 deles, sendo 264 com acometimento das unhas do pé, e 136 das unhas da mão. O agente etiológico foi confirmado pelo exame micológico direto e crescimento em cultura. A onicomicose por fungos emergentes representou 4,5% de todas as infecções de unha. Foram detectadas as leveduras do gênero Candida (49%) como agentes etiológicos mais freqüentes de onicomicoses nas unhas das mãos e em mulheres. Em contraste, os dermatófitos foram os mais freqüentes de todas as onicomicoses dos pés, no total de 186 (46,5%). *Conclusão:* Ao contrário da rotina diagnóstica hoje utilizada, concluiu-se que o diagnóstico correto do agente etiológico da onicomicose não dermatofítica deve obedecer a determinados critérios, dos quais se destaca o conjunto formado pela positividade no exame direto, na cultura, com comprovação na repetição do exame.

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações