Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

25

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

25

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 21 Número 1




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Considerações sobre líquen escleroso


HUMBERTO CERRUTI

*Apresentado na sessão de 11 de julho de 1945 da Secção de Dermatologia e Sifilografia da Associação Paulista de Medicina.*

Correspondência:
Av. Brigadeiro Luiz Antônio, 167 e trav. 7 de Abril, 19, ap. 50 (São Paulo), respectivamente.

 

Resumo

Os autores, baseados na bibliografia precedente, examinam a questão do líquen escleroso pondo em evidência as muitas incertezas ainda existentes ern relação à tal forma mórbida. Relatam, em particular, as dúvidas com que muitos autores encaram acêrca da individualidade clínica da dermatose, relevando, especialmente, a opinião de muitos que não a consideram como uma variedade de líquen, mas como uma forma de esclerodermia localizada e a confundem com a assim chamada “white spot disease”. Descrevem um caso de sua observação, particularmente demonstrativo, que foi estudado e seguido durante a evolução da moléstia, expondo os dados relativos ao quadro clínico, os resultados dos exames laboratoriais e das pesquisas histopatológicas. Confrontam os dados da própria observação com os relatados na literatura anterior e discutem as razões pelas quais o argumento apresenta tantas incertezas, concluindo serem devidas, em grande parte, em alguns casos à errônea interpretação, em outros à confusão da nomenclatura das formas observadas. Declaram-se, nitidamente, favoráveis à diferenciação do líquen escleroso das esclerodermias em geral e do “white spot disease” em particular. Relatam os dados que, na opinião pessoal, constituem os elementos mais importantes para o diagnóstico diferencial e que dão ao líquen escleroso o caráter de entidade mórbida individuada.

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações