Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

27

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

27

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 29 Número 4




Voltar ao sumário

 

Trabalhos originais

Pruridermias - F.E. Rabelo, com a colaboração de M. Rutowitsch e C. Mascarenhas de Medeiros


C. MASCARENHAS DE MEDEIROS

Relatório apresentado à X Reunião Anual dos Dérmato-Sifilógrafos Brasileiros, Curitiba, dezembro de 1953. *Trabalho da Clínica Dermatológica Universitária e do Hospital dos Servidores do Estado (Rio de Janeiro).*

Correspondência:
praia do Flamengo, 118-4.º(Rio).

 

Resumo

Neste trabalho, propõe-se preliminarmente a acentuada redução de uma complicadíssima nomenclatura; procura-se marcar a diferença que o sintoma prurido acusa em pele resistente (síndromes prurigenas) e em pele reativa (pruridermias) - neste último caso e independentemente do efeito-prurido (insulto imposto aos tegumentos) as formas exsudativas (prurigos) hiperplasiantes (liquenificações) e intermediárias ou combinadas. Descrevem-se alguns tipos de prurigo menos conhecidos ou mesmo não reconhecidos. Marcam-se os limites semiológicos das pruridermias com respeito à urticária, o líquen (de Wilson) e à dermatite de Duehring, tôdas formas suficientemente ricas de significado morfológico e nas quais o prurido pode faltar. Ficaram em posição de real afinidade as formas marginais que podem assumir os prurigos “eczematóides”. Se é verdade que tôda uma escala sai do prurido puro ao prurido com efeito-prurido, até as pruridermias, não é menos certo que estas últimas necessitam de estados de pele especialmente reativa, o prurido apenas um sintoma ,coordenado, o fato capital sendo a exaltada e personalíssima capacidade de responder com prurido aos estímulos os mais variados e, por essa via, com respostas exsudativas (prurigos) ou hiperplásicas (liquenifícação).

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações