Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

27

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

27

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 29 Número 4




Voltar ao sumário

 

Trabalhos originais

Pruridermias - Considerações sôbre seu conceito e sistematização


NEWTON A. GUIMARÃES1, ALFREDO BAHIA MONTEIRO2

1Professor Catedrático de Clínica Dermatológica e Sifilográfica da Fac. de Med. da Univ. da Bahia.
2Assistente da mesma Clínica.

*Trabalho apresentado à X Reunião Anual dos Dérmato-Sifilógrafos Brasileiros - Curitiba, 6-10 de dezembro de 1953.*

Correspondência:
Hospital das Clínicas da Universidade da Bahia Clínica Dermatológica e Sifilográfica (Salvador, Bahia)

 

Resumo

Partindo da idéia de que o conceito de “pruridermia” ainda não se encontra suficientemente esclarecido, de sorte a ser entendido de maneira uniforme, os A.A. fazem um estudo no sentido de precisar as dermatoses que a expressão deverá abranger. Tomando como ponto de partida a definição apresentada pela “Nomenclatura Dermatológica” elaborada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Sifilografia, mostram que nesta mesma “Nomenclatura” há divergências quanto à conceituação das pruridermias. Consideram, inicialmente, o grupo dos prurigos, demonstrando a ausência de elementos seguros para enquadrar apenas parte dêles no grupo das pruridermias; sendo um mesmo o mecanismo fisiopatológico e possivelmente etiopatogcênico de todos êles, as diferenças de ordem clínica, dependendo apenas de condições personalíssimas da reatividade cutânea, não parece justificável tal distinção. O problema das chamadas “pruridermias exsudativas” é abordado a seguir, sendo apresentados argumentos que justificam a inclusão, entre as pruridermias, do “eczema numular”, e assinalando-se, através dêste, as relações entre pruridermias e dermatite de Dühring-Brocq. Discutem após a situação dos pruridos e urticária, e terminam sugerindo uma definição mais ampla de “pruridermia”, na qual maior ênfase é dada ao nexo etiopatogênico que relaciona as dermatoses do grupo, e, de acôrdo com tal definição, apresentam, igualmente, uma tentativa de classificação das pruridermias.

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações