Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 83 Número 2




Voltar ao sumário

 

Investigação

Relação entre grau de prurido e qualidade de vida de pacientes em hemodiálise

Relationship between pruritus and quality of life in patients on hemodialysis


ELISÂNGELA DE QUEVEDO WELTER1, RAFAEL BONFÁ2, VANESSA PETRY1, LUCIANA LOPES MOREIRA3, MAGDA BLESSMANN WEBER4

1Médica especializanda do 1° ano do Curso de Dermatologia da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) - Porto Alegre (RS), Brasil.
2Médico especializando do 2° ano do Curso de Dermatologia da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) - Porto Alegre (RS), Brasil.
3Acadêmica do décimo segundo semestre do Curso de Medicina da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) - Porto Alegre RS), Brasil
4Professora adjunta doutora do Departamento de Medicina Interna - Disciplina de Dermatologia da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) - Porto Alegre (RS), Brasil.

Recebido em 20.03.2007. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 09.04.2008. * Trabalho realizado no Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre (UFCSPA) - Departamento de Medicina Interna, Setor de Nefrologia - Porto Alegre (RS), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum / Conflict of interest: None Suporte financeiro: Nenhum / Financial funding: None Como citar este artigo / How to cite this article: Welter EQ, Bonfá R, Petry V, Moreira LL, Weber MB. Relação entre grau de prurido e qualidade de vida de pacientes em hemodiálise. An Bras Dermatol. 2008;83(2):137-40.

Correspondência:
Elisângela de Quevedo Welter Rua Portugal 211/ 502 Bairro São João 90520-310 - Porto Alegre RS Tel.: (51) 3343 2103 ou (51) 98422101 "E-mail":eliswelter@yahoo.com.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS - O prurido é um sintoma freqüente nos pacientes em hemodiálise. Tem etiologia não totalmente esclarecida e difícil manejo, o que piora de modo considerável a qualidade de vida dos doentes. OBJETIVOS - Avaliar o grau de prurido e sua influência na qualidade de vida dos pacientes renais crônicos em hemodiálise. MÉTODOS - Estudo transversal com pacientes renais crônicos em hemodiálise no Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre, que apresentassem prurido sem outras dermatoses. Utilizou-se a escala análoga visual para mensuração do grau de prurido e o questionário do Índice de Qualidade de Vida para Dermatologia. RESULTADOS - Dos 200 pacientes avaliados, 69 (34,5%) apresentaram prurido, dos quais 16 (23%) de grau leve, 39 (56,5%) moderado e 14 (20,2%) grave. Quando analisada a qualidade de vida, verificou-se que em 14 (20,3%) não houve influência do prurido na qualidade de vida. Entretanto, para 26 pacientes (37,4%), o prurido teve um pequeno efeito, em nove (13%) houve efeito moderado, 13 (18,8%) foram afetados de maneira grave e em sete (10,1%) houve influência extremamente grave. CONCLUSÕES - Neste estudo, 57% dos indivíduos não demonstraram alterações importantes na qualidade de vida relacionadas ao prurido, mas um número significativo estava na faixa de muito e extremamente alterado, o que denota a necessidade de atenção ao tratamento deste sintoma neste grupo de pacientes.

Palavras-chave: DIÁLISE RENAL, QUALIDADE DE VIDA, PRURIDO

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações