Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 78 Número 6




Voltar ao sumário

 

Educação médica continuada

Hemangioma da infância

Hemangioma of infancy


BERNARDO GONTIJO1, CLÁUDIA MÁRCIA DE RESENDE SILVA2, LUCIANA BAPTISTA PEREIRA3

1Professor Adjunto - Doutor em Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais; Coordenador do Ambulatório de Dermatologia Pediátrica do Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da UFMG.
2Mestre em Dermatologia pela UFMG. Médica do Ambulatório de Dermatologia Pediátrica do Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da UFMG.
3Professora Assistente de Dermatologia da Faculdade de Medicina da UFMG. Mestre em Dermatologia pela UFMG. Docente do Ambulatório de Dermatologia Pediátrica do Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da UFMG.

Recebido em 03.10.2003. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 08.10.2003. Trabalho realizado no Ambulatório de Dermatologia Pediátrica do Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da UFMG.

Correspondência:
Bernardo Gontijo Rua Domingos Vieira, 300 - Conj. 505 - Sta. Efigênia Belo Horizonte MG 30150-240 Tel/Fax: (31) 3241-1185 / 3241-6691 "E-mail":bernardogontijo@terra.com.br

 

Resumo

As novas classificações disponíveis e os modernos recursos diagnósticos por imagem não só permitiram a diferenciação entre os tumores e as malformações vasculares, mas também modificaram de forma substancial a abordagem e o tratamento dessas anomalias. O hemangioma da infância, o mais comum dos tumores vasculares dessa faixa etária e objeto deste trabalho, é revisto do ponto de vista de suas características clínicas e laboratoriais, diagnóstico diferencial e opções terapêuticas. Embora a conduta expectante permaneça como o tratamento de escolha para a maioria dos casos, o julgamento crítico é crucial para o emprego de outras modalidades terapêuticas.

Palavras-chave: HEMANGIOMA, HEMANGIOMA CAPILAR, LITERATURA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações