Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

10

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

10

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 78 Número 6




Voltar ao sumário

 

Investigação

Alterações dermatológicas em crianças com Aids e sua relação com categorias clínico-imunológicas e carga viral

Dermatologic alterations in children with Aids and their relation to clinical-immunological categories and viral load


VÂNIA OLIVEIRA DE CARVALHO1, LEIDE PAROLIN MARINONI2, LUZILMA TEREZINHA FLENICK MARTINS3, SUSANA GIRALDI4, KERSTIN TANIGUCHI ABAGGE5, JEANINE BERTOGNA6

1Mestre em Pediatria. Serviço de Dermatologia Pediátrica do Departamento de Pediatria, Universidade Federal do Paraná.
2Professor Adjunto. Chefe do Serviço de Dermatologia Pediátrica do Departamento de Pediatria, Universidade Federal do Paraná.
3Mestre em Pediatria, Professor Assistente. Disciplina de Infectologia Pediátrica do Departamento de Pediatria da Universidade Federal do Paraná.
4Mestre em Pediatria Professor Substituto, Serviço de Dermatologia Pediátrica do Departamento de Pediatria, Universidade Federal do Paraná.
5Mestre em Pediatria, Professor Assistente, Serviço de Dermatologia Pediátrica do Departamento de Pediatria, Universidade Federal do Paraná.
6Pediatra, Serviço de Dermatologia Pediátrica do Departamento de Pediatria, Universidade Federal do Paraná.

Recebido em 29.11.2001. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 15.08.2003. Trabalho realizado no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná.

Correspondência:
Vânia Oliveira de Carvalho Rua Richard Strauss, 62 Curitiba PR 80820-110 Tel/Fax: (41) 338-8313 / 335-3477 "E-mail":rcarvalho50@hotmail.com

 

Resumo

*Fundamentos:* Desde o início da epidemia da Aids as dermatoses têm sido freqüentemente descritas em pacientes com essa doença, com relatos de casos atípicos e estudos de séries de pacientes adultos; no entanto, há poucas publicações sobre alterações cutâneas em pacientes pediátricos com Aids. *Objetivos:* Estudo prospectivo para avaliar a presença de dermatoses em 40 pacientes pediátricos com Aids. *Métodos:* Quarenta pacientes, com idade inferior a 13 anos e portadores de Aids, foram estudados por um período de seis meses para avaliação de: número de alterações dermatológicas; suas características clínicas; distribuição conforme as categorias clínico-imunológicas e o valor da carga viral. *Resultados:* A prevalência de dermatoses foi de 82,4%, na primeira consulta, e, no acompanhamento longitudinal, 92,5% dos pacientes tiveram alterações dermatológicas, com proporção de cinco diagnósticos por doente. As crianças com classificação clínico-imunológica grave e carga viral acima de 100.000 cópias/ml apresentaram maior número de alterações dermatológicas quando comparadas àquelas das categorias clínico-imunológicas leves. A proporção de diagnósticos por paciente na categoria clínica C foi de 6,8 e na A de 3,6; na categoria imunológica grave, de sete, e na leve de 3,7; e na carga viral > 100.000 de 7,3, e na < 100.000 de 4,2 (todos com significância estatística). *Conclusão:* As dermatoses foram freqüentes nas crianças com Aids e ocorreram em maior número nos pacientes pertencentes às categorias graves. A elevada freqüência de alterações da pele nos pacientes pediátricos com a doença indica ser imprescindível sua avaliação dermatológica minuciosa e freqüente.

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações