Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 83 Número 4




Voltar ao sumário

 

Investigação

A terapia fotodinâmica com ácido 5-aminolevulínico como modalidade de tratamento para neoplasias cutâneas não-melanoma

Topical 5-aminolevulinic acid photodynamic therapy as a treatment modality for nonmelanoma skin cancer


Lília Bernardini Antunes de Felício1, Juliana Ferreira2, Maria Vitória Badra Bentley3, Vanderlei Salvador Bagnato4, Cláudio Antonio Tedesco5, Cacilda da Silva Souza6

1Pós-graduanda do Departamento de Clínica Médica e médica assistente da Divisão de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto (SP), Brasil.
2Pós-graduanda do Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo – São Carlos (SP), Brasil.
3Professora-associada da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto (SP), Brasil.
4Professor titular do Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo – São Carlos (SP), Brasil.
5Professor-associado da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto (SP), Brasil.
6Professora doutora da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto (SP), Brasil.

Recebido em 15.06.2007. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 09.05.2008. * Trabalho realizado no Ambulatório de Dermatologia Oncológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP) e Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCL-USP) – Ribeirão Preto (SP), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – Fapesp Como citar este artigo: Felício LBA, Ferreira J, Bentley MVB, Bagnato VS, Tedesco AC, Souza CS. A terapia fotodinâmica com ácido 5-aminolevulínico como modalidade de tratamento para neoplasias cutâneas não-melanoma.

Correspondência:
Cacilda da Silva Souza Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP Av: Bandeirantes, 3900, Monte Alegre 14048 900 - Ribeirão Preto - SP Tel./Fax: (16) 36022716 / 36330236 "E-mail":cssouza@fmrp.usp.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS - A terapia fotodinâmica baseia-se na associação de fonte de luz e fotossensibilizador para destruir seletivamente as células. OBJETIVO - Avaliar os efeitos imediatos e tardios, a resposta clínica e os resultados estéticos da terapia fotodinâmica com ácido 5-aminolevulínico em neoplasias cutâneas não-melanoma. MÉTODOS - Trinta e quatro lesões, sendo 19 disceratoses de Bowen e 15 carcinomas basocelulares, foram submetidas à aplicação tópica e oclusiva do ácido 5-aminolevulínico a 20%, por seis horas, e posteriormente a sessão única de laser de diodo (630nm). RESULTADOS - Foram registrados: sensação de queimação durante as sessões; eritema, edema e erosões, nas primeiras 72 horas; cicatrização em média de quatro semanas; resultados estéticos variáveis de excelentes a bons. Aos três meses, a resposta clínica foi de 91,2%, sendo reduzida, aos 18 meses, para 73,3%, de modo similar tanto para disceratose de Bowen (72,2%) quanto para carcinoma basocelular (75%). Foi evidenciada relação de tendência linear entre a redução da freqüência da resposta clínica e o aumento da dimensão das neoplasias cutâneas não-melanoma (p<0,001). CONCLUSÃO - A terapia fotodinâmica com ácido 5-aminolevulínico tópico mostrou destacadas vantagens: minimamente invasiva no tratamento de lesões múltiplas em sessão única ou em sítios de pobre cicatrização com superioridade dos resultados estéticos. O tipo/subtipo(clínico e histopatológico), a dimensão e o adequado seguimento devem ser considerados para a sua indicação no tratamento de neoplasias cutâneas não-melanoma.

Palavras-chave: ESPECTROMETRIA DE FLUORESCÊNCIA, NEOPLASIAS CUTÂNEAS, ÁCIDO AMINOLEVULÍNICO, FOTOQUIMIOTERAPIA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações