Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 83 Número 4




Voltar ao sumário

 

Artigo Especial

Experiência de 65 anos no tratamento da acne e de 26 anos com isotretinoína oral

A 65-year experience treating acne, including 26 years with oral isotretinoin


Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 16.07.2008. * Trabalho apresentado em palestra pelo prof. dr. Sebastião de Almeida Prado Sampaio na sessão: Encontro com os Mestres, durante a XXVI Radla – Reunião Anual de Dermatologistas Latino-Americanos de 2008 – Curitiba (PR), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum Como citar este artigo: Sampaio SAP, Bagatin E. Experiência de 65 anos no tratamento da acne e de 26 anos com isotretinoína oral.

Correspondência:
Edileia Bagatin Alameda Iraé, 301, apto 41 04075-000 – São Paulo – SP Tel. / Fax – 11-55727670 "Email":edileia@uniderma.com.br "E-mail":edileia_bagatin@yahoo.com.br

 

Resumo

Este artigo especial foi extraído de uma palestra proferida pelo Prof. Sebastião Sampaio e elaborado em conjunto com a Profa Edileia Bagatin. Reflete a experiência dos autores no tratamento das principais formas de acne nos períodos pré e pós a introdução da isotretinoína oral que revolucionou a abordagem da doença. Esta droga representa a única opção capaz de levar à remissão prolongada ou cura da acne por atuar em todos os mecanismos etiopatogênicos conhecidos até o momento. Evidentemente, deve ser prescrita de acordo com as recomendações vigentes e reservada para casos de difícil controle, com tendência a cicatrizes e com sérias repercussões psico-sociais. Outras modalidades terapêuticas, tópicas e/ou sistêmicas, devem ser consideradas no início do tratamento e nos casos de intensidade leve a moderada.

Palavras-chave: ACNE VULGAR, ISOTRETINOÍNA/USO TERAPÊUTICO, ACNE VULGAR/TERAPIA, ISOTRETINOINA, ACNE VULGAR/PREVENÇÃO E CONTROLE

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações