Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

8

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

8

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 84 Número 1




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Dermatite de contato por mercúrio elementar com reação a distância *

Contact dermatitis to elemental mercury with distant lesion


Eduardo Mello De Capitani1, Elemir Macedo de Souza2, Ronan José Vieira3, Paulo Roberto Madureira3

1Professor-assistente. PhD. Coordenador do Centro de Controle de Intoxicações do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) – São Paulo (SP), Brasil.
2Professor-assistente. PhD. Departamento de Dermatologia do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas. (Unicamp) – São Paulo (SP), Brasil.
3Professor-assistente. PhD. Centro de Controle de Intoxicações do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas. (Unicamp) – São Paulo (SP), Brasil.

Recebido em 26.09.05 Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 12.02.08 * Trabalho realizado no Centro de Controle de Intoxicações do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas – São Paulo (SP), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum * Paper apresentado no XXV Congresso Internacional da Associação Européia de Centros de Intoxicação e Toxicologistas Clínicos - Berlin, 10-13 Maio de 2005.

Correspondência:
Eduardo Mello De Capitani Caixa Postal 7042 13076 970 - Campinas - SP Tel.: (19) 3788 7595, 3788 7907 Cel: (19) 9724 9916 Fax: (19) 3788 7907, 3788 7595 E-mail: capitani@fcm.unicamp.br eduardocapitani@yahoo.com

 

Resumo

Apresenta-se caso clínico de dermatite de contato e reação a distância por contato com mercúrio elementar. Paciente apresentou eritema, edema e vesículas após contato dérmico com mercúrio. Lesões evoluíram para placas eritematosas com pequenas áreas enegrecidas sugerindo necrose e vesículas secas. Ocorreram lesões eritematosas a distância no tórax, abdômen e face flexora do cotovelo. Dosagem de Hg na urina 36 horas após início do contato foi de 5,9µg/L, e no sétimo dia 19,6µg/L, indicando absorção através da pele inflamada. Lesões dermatológicas por contato direto por mercúrio metálico elementar devem ser esperadas em casos acidentais.

Palavras-chave: DERMATITE, MERCÚRIO, URINA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações