Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 84 Número 1




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Papilomatose confluente e reticulada de Gougerot e Carteaud: relato de três casos *

Confluent and reticulated papillomatosis of Gougerot and Carteaud: report of three cases


Leonardo Mello Ferreira1, Lucia Martins Diniz2, Carlos Jaques Mazzei Ferreira3

1Pós-graduando do Serviço de Dermatologia da Escola de Medicina da Santa Casa de Misericórdia (Emescam) – Vitória (ES), Brasil.
2Professora-assistente do Serviço de Pós-Graduação em Dermatologia da Escola de Medicina da Santa Casa de Misericórdia (Emescam) – Vitória (ES), Brasil.
3Especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) – Linhares (ES), Brasil.

Recebido em 30.8.2005. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 13.6.07. * Trabalho realizado na Escola de Medicina da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (Emescam) – Vitória (ES), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum Como citar este artigo: Ferreira LM, Diniz LM, Ferreira CJM. Papilomatose confluente e reticulada de Gougerot e Carteaud: relato de três casos. An Bras Dermatol. 2008;84(1):78-81.

Correspondência:
Leonardo Mello Ferreira Av. Governador Lindenberg 1066 3° andar, centro 29900 202 - Linhares - ES Tel.: (27) 32641908 E-mail: leonardomellof@gmail.com

 

Resumo

A papilomatose confluente e reticulada de Gougerot e Carteaud é dermatose rara, de etiologia obscura. Há diversas opções terapêuticas – retinóides tópicos e sistêmicos, antibióticos orais, entre outros – a maioria com resultados discretos. Os autores descrevem três casos da doença, em adultos, dois do sexo feminino e um do sexo masculino, com lesões características – pápulas que se tornavam confluentes no centro e reticuladas na periferia, formando placas de limites imprecisos, ligeiramente descamativas – e discutem aspectos etiológicos e terapêuticos da doença.

Palavras-chave: DERMATOPATIAS, DERMATOPATIAS/ETIOLOGIA, HIPERPIGMENTAÇÃO/DIAGNÓSTICO, PAPILOMA/PATOLOGIA, HIPERPIGMENTAÇÃO, PAPILOMA, TERAPÊUTICA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações