Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

8

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

8

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 84 Número 2




Voltar ao sumário

 

Artigo de revisão

Abordagem nas doenças sexualmente transmissíveis *

Approach in sexually transmitted diseases


Walter Belda Junior1, Ricardo Shiratsu2, Valdir Pinto3

1Responsável pelo Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Livre-docente em dermatologia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Professor-assistente doutor do Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) – São Paulo (SP), Brasil.
2Professor-assistente voluntário do Departamento de Dermatologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) – São Paulo (SP), Brasil.
3Programa Nacional de Controle das Doenças Sexualmente Transmissíveis do Ministério da Saúde.

Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 20.02.09. * Trabalho realizado no Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) – São Paulo (SP), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum Como citar este artigo: Belda Jr. W, Shiratsu R, Pinto V. Abordagem nas doenças sexualmente transmissíveis. An Bras Dermatol. 2009;84(2):151-59.

Correspondência:
Walter Belda Junior Av. Açocê, 162- Moema 04075 020 São Paulo - SP Tel./fax: 55 11 50515141 E-mail: walterbelda@uol.com.br

 

Resumo

As doenças sexualmente transmissíveis estão entre os problemas de saúde pública mais comuns em todo o mundo. Entre suas consequências estão a infertilidade feminina e masculina, a transmissão de mãe para filho, determinando perdas gestacionais ou doença congênita, e o aumento do risco para a infecção pelo HIV. Dessa forma, este guideline tem o objetivo de contribuir para melhorar a qualidade de atenção às pessoas com infecções sexualmente transmissíveis mais frequentes no Brasil, trazendo de forma didática e concreta o estado atual dos conhecimentos para os dermatologistas e médicos em geral que atuam no atendimento dessas pessoas e as principais recomendações para o diagnóstico e tratamento das doenças sexualmente transmissíveis mais recorrentes.

Palavras-chave: CANCRÓIDE, DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS, DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS/DIAGNÓSTICO, DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS/ETIOLOGIA, DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS/TERAPIA, GONORRÉIA, GRANULOMA INGUINAL, LINFOGRANULOMA VENÉREO

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações