Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 84 Número 5




Voltar ao sumário

 

Investigação

Estudo clínico, prospectivo, aberto, randomizado e comparativo para avaliar a segurança e a eficácia da luz azul versus peróxido de benzoíla 5% no tratamento da acne inflamatória graus II e III

A prospective, randomized, open and comparative study to evaluate the safety and efficacy of blue light treatment versus a topical benzoyl peroxide 5% formulation in patients with acne grade II and III


Lúcia H. F. de Arruda1, Vanessa Kodani2, Antonio Bastos Filho3, Carla Bassanezi Mazzaro4

1Chefe do Serviço de Dermatologia, Hospital Escola Celso Pierro – Faculdade de Medicina da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) – Campinas (SP), Brasil.
2Especialização em pesquisa clínica no Serviço de Dermatologia, Hospital Escola Celso Pierro – Faculdade de Medicina da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) – Campinas (SP), Brasil.
3Assistente do Serviço de Dermatologia, Hospital Escola Celso Pierro – Faculdade de Medicina da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) – Campinas (SP), Brasil.
4Médica dermatologista – cidade Campinas (SP), Brasil, Brasil

Recebido em 20.05.2008. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 31.07.2009. * Trabalho realizado no Serviço de Dermatologia, Hospital e Maternidade Celso Pierro, Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) – Campinas (SP), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Evtech e Komlux Fibras Ópticas Como citar este artigo: Arruda LHF, Kodani V, Bastos Filho A, Mazzaro CB. Estudo clínico, prospectivo, aberto, randomizado e comparativo para avaliar a segurança e a eficácia da luz azul versus peróxido de benzoíla 5% no tratamento da acne inflamatória graus II e III. An Bras Dermatol. 2009;84(5):463-8.

Correspondência:
Lúcia H. F. de Arruda Av. John Boyd Dunlop, s/nº, Jd Ipaussurama, 13059 900 Campinas SP e-mail: dermato@hmcp.puc-campinas.edu.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS: Muitos pacientes relatam melhora da acne com a exposição à luz solar, e vários estudos demonstram que a luz azul é efetiva no tratamento da acne.
OBJETIVOS: Verificar a segurança e a eficácia da luz azul (espectro eletromagnético de 407 a 420 nm) no tratamento da acne inflamatória graus II e III, comparada à terapêutica tópica com peróxido de benzoíla a 5%.
MÉTODOS: O estudo avaliou 60 pacientes em cinco visitas: uma de seleção, uma com 7, 14 e 28 dias de tratamento e uma última de seguimento, 14 dias após o término do tratamento. Trinta foram randomizados para luz azul (oito sessões, duas vezes por semana), e outros 30, para peróxido de benzoíla a 5%, duas vezes ao dia, diariamente. A avaliação foi por meio da contagem das lesões e fotografias.
RESULTADOS: A redução no número médio de lesões foi semelhante com os dois tratamentos, independente do tipo de lesão (p > 0,05), porém o tratamento com a luz azul apresentou menos efeitos colaterais.
CONCLUSÕES: A luz azul foi um tratamento tão eficaz quanto o peróxido de benzoíla a 5% para o tratamento da acne graus II e III, mas com menos efeitos adversos.

Palavras-chave: ACNE VULGAR, FOTOTERAPIA, PERÓXIDO DE BENZOIL

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações