Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 84 Número 5




Voltar ao sumário

 

Investigação

Incidência do carcinoma de células escamosas da pele na cidade de Tubarão (SC) – Brasil nos anos de 2000, 2003 e 2006*

Incidence of squamous cell carcinoma of the skin in the city of Tubarao (SC) – Brazil in the years 2000, 2003, and 2006


Daniel Holthausen Nunes1, Liliane Back2, Ramon Vieira e Silva3, Vitor de Sousa Medeiros3

1Mestre em ciências médicas. Professor do curso de medicina da Universidade do Sul de Santa Catarina e Universidade Federal de Santa Catarina – Tubarão (SC), Brasil.
2Acadêmica do curso de medicina da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) – Tubarão (SC), Brasil.
3Acadêmico do curso de medicina da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) – Tubarão (SC), Brasil.

Recebido em 14.10.2008. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 31.07.09. * Trabalho realizado na Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) – Tubarão (SC), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum Como citar este artigo: Nunes DH, Back L, Silva RV, Medeiros VS. Incidência do carcinoma de células escamosas da pele na cidade de Tubarão (SC) – Brasil nos anos de 2000, 2003 e 2006. An Bras Dermatol. 2009;84(5):482-8.

Correspondência:
Prof. Daniel Holthausen Nunes Rua Professor Hermínio Jacques, 122 88015 180 Florianópolis SC Tel.:/FAx: 48 3224-2740 E-mail: daniel@floripa.com.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS: Observa-se tendência mundial de aumento na incidência do carcinoma de células escamosas da pele, porém na região sul do estado de Santa Catarina (SC) não há dados sobre a incidência desse tipo de câncer.
OBJETIVOS: Estabelecer dados epidemiológicos do carcinoma de células escamosas da pele em Tubarão (Santa Catarina).
MÉTODOS: Laudos anatomopatológicos positivos para o carcinoma de células escamosas da pele dos laboratórios de Tubarão foram revisados quanto às variáveis: ano, idade, gênero, localização, subtipo histológico, maior diâmetro da lesão e comprometimento das margens. A incidência anual foi calculada utilizando o número de neoplasias encontradas e a população anual estimada para os anos de 2000, 2003 e 2006.
RESULTADOS: Foi encontrada uma incidência de carcinoma de células escamosas da pele por 100.000 habitantes de 50,86 para o ano de 2000, de 71,16 para 2003 e de 94,39 para 2006. Não houve predomínio de gênero, a face foi o local de acometimento mais frequente em ambos os gêneros e o subtipo histológico mais comum foi o bem diferenciado.
CONCLUSÃO: A incidência do carcinoma de células escamosas da pele encontrada superou a estimativa da literatura consultada. Houve aumento na sua incidência; as variáveis idade, localização e tipo histológico foram concordantes com a literatura, porém a distribuição quanto ao gênero se mostrou diferente.

Palavras-chave: CARCINOMA DE CÉLULAS ESCAMOSAS, CARCINOMA DE CÉLULAS ESCAMOSAS/EPIDEMIOLOGIA, INCIDÊNCIA, NEOPLASIAS CUTÂNEAS

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações