Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

7

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

7

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 84 Número 5




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Síndrome tilose hereditária e câncer de esôfago *

Hereditary tylosis syndrome and esophagus cancer


Camila Alves de Souza1, Allan da Costa Santos2, Lennon da Costa Santos3, Artur Leonel Carneiro4

1Médica generalista da Faculdade de Medicina do Vale do Aço - Ipatinga (MG), Brasil.
2Residente de cirurgia geral do Hospital Vera Cruz/Life Center - Belo Horizonte (MG). Membro da Sociedade Brasileira de Anatomia. Professor assistente de anatomia humana da Faculdade de Medicina da Unincor – Belo Horizonte (MG), Brasil.
3Acadêmico de medicina da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – Belo Horizonte (MG), Brasil.
4Preceptor da residência de cirurgia geral do Hospital Vera Cruz/Life Center – Belo Horizonte (MG), Brasil.

Recebido em 13.08.2008. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 29.05.09. * Trabalho realizado no ambulatório da Faculdade de Medicina do Vale do Aço - Ipatinga (MG) e no Hospital Vera Cruz/Lifecenter - Belo Horizonte (MG), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum Como citar este artigo: Souza CA, Santos AC, Santos LC, Carneiro AL. Síndrome tilose hereditária e câncer de esôfago. An Bras Dermatol. 2009;84(5):527-9.

Correspondência:
Camila Alves de Souza Rua Dom Pedro II, 285 Centro 35010 090 Gov. Valadares MG. e-mail: kkmedicina@yahoo.com.br

 

Resumo

A tilose palmo-plantar é um distúrbio autossômico dominante caracterizado por uma hiperceratose palmo-plantar. Em geral, desenvolve-se na segunda infância e se acentua em áreas de pressão. Existem duas formas familiares de tilose palmo-plantar: a não epidermolítica e a epidermolítica. Os pacientes com tilose palmo-plantar forma epidermolítica apresentam uma chance até 40% maior de desenvolver carcinoma de células escamosas do esôfago. A associação de tilose palmo-plantar com neoplasia esofágica é denominada síndrome de Howel-Evans.

Palavras-chave: CARCINOMA DE CÉLULAS ESCAMOSAS, CERATODERMIA PALMAR E PLANTAR DIFUSA, HIPERCERATOSE EPIDERMOLÍTICA, NEOPLASIAS ESOFÁGICAS

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações