Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 81 Número 5




Voltar ao sumário

 

Investigação

Melanoma cutâneo: estudo de base populacional em Goiânia, Brasil, de 1988 a 2000

Cutaneous melanoma: population-based study in Goiania, Brazil, from 1988 to 2000


ANA MARIA SORTINO RACHOU1, MARIA PAULA CURADO2, MARIA DO ROSÁRIO DIAS DE OLIVEIRA LATORRE3

1Mestre em Ciências - área de Oncologia pela Fundação Antônio Prudente – Hospital do Câncer - São Paulo (SP), Brasil. Especialista em Dermatologia pela SBD. Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), Grupo Brasileiro de Melanoma (GBM) e American Academy of Dermatology (AAD).
2Doutora em Ciências - área de Oncologia pela Fundação Antônio Prudente – Hospital do Câncer - São Paulo (SP), Brasil. Coordenadora do Registro de Câncer de Base Populacional de Goiânia - Goiânia (GO), Brasil.
3Professora Titular - Departamento de Epidemiologia - Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo - São Paulo (SP), Brasil.

Recebido em 21.02.2006. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 29.08.2006. Trabalho realizado no Curso de Pós-graduação em Ciências na área de Oncologia da Fundação Antonio Prudente - Hospital do Câncer – São Paulo (SP), Brasil. Conflito de interesse declarado: Nenhum _Como citar este artigo:_ Sortino-Rachou AM, Curado MP, Latorre MRDO. Melanoma cutâneo: estudo de base populacional em Goiânia, Brasil, de 1988 a 2000. An Bras Dermatol. 2006;81(5):449-55.

Correspondência:
Ana Maria Sortino-Rachou Rua Afonso Braz, 864 - conjunto 42 04511-001 - São Paulo - SP Tel/Fax: (11) 3845-3845 "E-mail":ana.sortino@ajato.com.br

 

Resumo

*Fundamentos:* O Registro de Câncer de Base Populacional de Goiânia disponibiliza dados de melanoma de uma série temporal de 13 anos, com 96,6% de confirmação histopatológica. *Objetivo:* Comparar incidência, mortalidade e tendências mundiais com os dados do primeiro estudo de base populacional de melanoma cutâneo do Brasil. *Métodos:* Foram analisados 290 casos novos diagnosticados em residentes do município (incidência) e 54 óbitos reportados ao Registro de Câncer de Goiânia (mortalidade), entre 1988 e 2000. Os coeficientes padronizados por idade e sexo foram calculados pela população mundial. Para análise das tendências, um modelo de regressão linear simples foi utilizado. *Resultados:* Cento e quarenta e quatro casos de melanoma em mulheres e 146 em homens. Os coeficientes padronizados médios de incidência foram crescentes tanto para homens (r2=0,33; p=0,040) como para mulheres (r2=0,41; p=0,019), com tendência crescente nos homens acima de 60 anos e mulheres até 59 anos. Os coeficientes padronizados médios de mortalidade foram crescentes nos homens (r2=0,32; p=0,042) e estáveis nas mulheres, com tendência crescente para homens acima de 60 anos. *Conclusão:* Tanto em Goiânia como no mundo, a incidência de melanoma cutâneo é crescente para ambos os sexos. A mortalidade tende à estabilidade nas mulheres e é crescente para homens.

Palavras-chave: MELANOMA/EPIDEMIOLOGIA, MELANOMA/MORTALIDADE, BRASIL, MELANOMA, PELE

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações