Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 84 Número 6




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Doença de Mucha-Habermann (variante febril úlcero-necrótica) com acometimento mucoso exuberante - Relato de caso*

Febrile ulceronecrotic Mucha-Habermann disease with exuberant mucosal involvement - Case report


Moema Mignac Cumming1, Adriana S. Salathiel2, Mário Alberto S. Paino3, Sérgio Delort4, Ana Maria Roselino5

1Especialista em Dermatologia – Ribeirão Preto (SP), Brasil.
2Pós graduanda – nível Doutorado – FMRP-USP - Ribeirão Preto (SP), Brasil.
3Médico Patologista do Laboratório de Anatomia Patológica Dr. Mário A. S. Paino - Araraquara (SP), Brasil.
4Médico Dermatologista, Presidente do VI Distrito Dermatológico de Ribeirão Preto - Ribeirão Preto (SP), Brasil.
5Professora Associada da Divisão de Dermatologia, Departamento de Clínica Médica, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo – São Paulo (SP), Brasil.

Recebido em 20.8.2008. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 6.11.09. Como citar este artigo: Cumming MM, Salathiel ASM, Paino MAS, Delort S, Roselino AM. Doença de Mucha-Habermann (variante febril úlcero-necrótica) com acometimento mucoso exuberante - Relato de caso. An Bras Dermatol. 2009;84(6):655-8.

Correspondência:
Ana Maria Roselino Departamento de Clínica Médica - FMRP – USP. Av. Bandeirantes 3900 14049 900 - Ribeirão Preto – SP. Brasil Tel.:/Fax: 55 16 3633 6695 e-mail:amfrosel@fmrp.usp.br

 

Resumo

A pitiríase liquenoide é dermatose incomum, idiopática, com espectro clínico-histopatológico onde inclui a forma varioliforme aguda (doença de Mucha-Habermann), sua variante febril úlceronecrótica e a forma crônica. Manifestações sistêmicas podem ocorrer na variante febril úlcero-necrótica, com relatos de casos fatais em adultos. Relata-se o caso de um paciente jovem, com diagnóstico clínico e histopatológico de doença de Mucha-Habermann, variante febril úlcero-necrótica, e acometimento mucoso exuberante, fato ocasional, mesmo nas formas mais graves de pitiríase liquenoide. Além do aspecto clínico inusitado, demonstra-se excelente resultado terapêutico, com a associação de prednisona e metotrexato.

Palavras-chave: METOTREXATO, PITIRÍASE LIQUENÓIDE, PREDNISONA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações