Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

7

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

7

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 85 Número 1




Voltar ao sumário

 

Investigação

Eliminação transepidérmica de parasitas na doença de Jorge Lobo*

Transepidermal elimination of parasites in Jorge Lobo’s disease


Mario F. R. Miranda1, Vivian S. da Costa2, Maraya de Jesus S. Bittencourt3, Arival C. de Brito4

1Professor adjunto IV de Dermatologia da Universidade Federal do Pará (UFPA); responsável pelo laboratório de dermatopatologia do Serviço de Dermatologia do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Pará (ICS-UFPA) – Belém (PA), Brasil.
2Estudante de graduação do curso de Medicina do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Pará (ICS-UFPA); participante do Projeto 3CCS010403C – Belém (PA), Brasil.
3Médica dermatologista; ex-residente de Dermatologia do Hospital da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (HFSCMP)/ICS - Universidade Federal do Pará (UFPA) – Belém (PA), Brasil.
4Doutor e livre-docente em Dermatologia da Universidade Federal do Pará (UFPA); professor do Programa de Pós-graduação em Doenças Tropicais do Instituto de Medicina Tropical da Universidade Federal do Pará (UFPA); professor do Programa de Pós-graduação em Biologia dos Agentes Infecciosos e Parasitários do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Pará (UFPA) – Belém (PA), Brasil.

Recebido em 22.04.2009. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 07.11.09. * Trabalho realizado no Serviço de Dermatologia do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Pará (ICS-UFPA), como parte do Projeto 3CCS010403C – “Integração Básico-Profissional na Formação Médica”, coordenado pela Profª Dra. Réia Sílvia Lemos. Belém (PA), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum / Conflict of interest: None Suporte financeiro / Financial funding: Oriundo do Projeto 3CCS010403C do Instituto de Ciências da Saúde (ex-Centro de Ciências da Saúde) da Universidade Federal do Pará (UFPA), exclusivamente sob a forma de reposição de material de consumo histológico. Como citar este artigo/How to cite this article: Miranda MFR, Costa VS, Bittencourt MJS, Brito AC. Eliminação transepidérmica de parasitas na doença de Jorge Lobo. An Bras Dermatol. 2010;85(1):39-43.

Correspondência:
ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA / MAILING ADDRESS: Mario Fernando Ribeiro de Miranda Av. Nazaré, 1.033 / 701 - Nazaré 66035-170 Belém - PA E-mail: mariomir@globo.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS: A eliminação transepidérmica de parasitas (ETEP) tem sido pouco estudada na doença de Jorge Lobo. OBJETIVOS: Identificar aspectos morfológicos da ETEP na doença de Jorge Lobo. MÉTODOS: Recortes de biópsias de doença de Jorge Lobo emblocados em parafina foram corados pela hematoxilina-eosina e examinados. Considerou-se como ETEP, exclusivamente, a presença de parasitas em estruturas epidérmicas. RESULTADOS: Foram incluídas no estudo 40 biópsias de 37 pacientes (31 homens e seis mulheres, média de idade 51,03 anos, variação 29-80 anos) realizadas em um período de 37 anos (1967-2003), das quais foram obtidos 511 cortes (média de 12,77 cortes por caso, variação 2-39 cortes por caso). Observou-se ETEP em 110/511 (21,52%) e não se observou em 401/511 cortes (78,48%) (p < 0,0001). Em relação aos pacientes (37), em 15 se verificaram aspectos consistentes com ETEP (40,5%), ao passo que, em 22 deles (59,5%), isso não foi observado (p > 0,05). Os parasitas dispunham-se em infundíbulos hiperplásicos, formando catênulas, ou como unidades isoladas, associados ou não a células inflamatórias. CONCLUSÕES: Aspectos consistentes com ETEP, embora observados em número estatisticamente não significante de pacientes da amostra (p > 0,05), sugerem que, na doença de Jorge Lobo, o fenômeno, invariavelmente, ocorra através do epitélio infundibular. Estudos futuros serão necessários para avaliar sua eventual importância na epidemiologia da micose.

Palavras-chave: DOENÇA GRANULOMATOSA CRÔNICA, MICOSES, MICOSES/PATOLOGIA, PELE

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações