Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 85 Número 1




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Escalpe lipedematoso com início precoce

Lipedematous scalp with early onset


Roberto Rheingantz da Cunha Filho1, Hiram Larangeira de Almeida Jr2, André Cartell3

1Mestre em saúde e comportamento pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel) – Pelotas (RS), Brasil. Médico dermatologista em clínica particular em Joaçaba (SC), Brasil.
2Doutor em dermatologia, professor e coordenador do programa de pós-graduação em saúde e comportamento, Universidade Católica de Pelotas (UCPel). Professor de dermatologia da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) e da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) – Pelotas (RS), Brasil.
3Dermatopatologista e professor de patologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) – Porto Alegre (RS), Brasil

Recebido em 20.03.2009. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 31.07.09. * Trabalho realizado em clínica particular de Joaçaba (SC) e na Universidade Católica de Pelotas (UCPel) – Pelotas (RS), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum / Conflict of interest: None Suporte financeiro: Nenhum / Financial funding: None Como citar este artigo/How to cite this article: Cunha Filho RR, Almeida Jr HL, Cartell A. Escalpe lipedematoso com início precoce. An Bras Dermatol. 2010;85(1):81-3.

Correspondência:
ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA / MAILING ADDRESS: Roberto Rheingantz da Cunha Filho Rua Roberto Trompowsky, 194, - Centro 89600 000 Joaçaba, SC Tel./fax: 49 3522-1269 E-mail: robertodermatologista@yahoo.com.br

 

Resumo

Escalpe lipedematoso é uma rara doença de origem desconhecida, caracterizada pelo aumento amolecido do couro cabeludo. Apresentamos um caso em paciente feminina de 13 anos de idade, com espessamento amolecido do vértex, prurido e crescimento lento dos fios na região afetada. O anatomopatológico revelou edema, infiltrado mononuclear esparso e perifolicular discretos, vasos linfáticos ectásicos e aumento do tecido subcutâneo, o qual foi ratificado pela ultrassonografia.Este é o segundo relato antes dos 18 anos de idade.

Palavras-chave: COURO CABELUDO, EDEMA, TECIDO SUBCUTÂNEO

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações