Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 81 Número 5




Voltar ao sumário

 

Artigo de revisão

Enxertia de pele em oncologia cutânea

Skin grafts in cutaneous oncology


JOSÉ ANSELMO PIMENTA LOFÊGO FILHO1, PAULA DADALTI GRANJA2, DIOGO COTRIM DE SOUZA3, PAULO ROBERTO COTRIM DE SOUZA4, MARCOS AURÉLIO LEIROS DA SILVA5, CRISTINA MAEDA TAKIYA6

1Mestre em Dermatologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
2Doutora em Dermatologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Médica do Hospital Central Aristarcho Pessoa - Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
3Acadêmico do 3º Ano de Medicina da Universidade Gama Filho, Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
4Chefe da Clínica Dermatológica do Hospital Geral de Bonsucesso - Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
5Chefe do Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital de Força Aérea do Galeão - Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
6Professora Adjunta do Departamento de Histologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil.

Trabalho promovido pelo Curso de Pós-Graduação em Dermatologia da UFRJ e realizado no Hospital Geral de Bonsucesso, Hospital de Força Aérea do Galeão e Universidade Federal do Rio de Janeiro - (UFRJ) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil. Conflito de interesse declarado: Nenhum. _Como citar este artigo:_ Lofêgo JA, Dadalti P, Cotrim D, Cotrim PR, Leiros da Silva MA, Takyia CM. Enxertia de pele em oncologia cutânea. An Bras Dermatol. 2006;81(5):465-72.

Correspondência:
José Anselmo Lofêgo Filho Est. dos Três Rios, 200 - Bl 1/201 - Jacarepaguá 22755-000 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: (21) 2456-1909 "E-mail":anselmolofego@terra.com.br

 

Resumo

Em oncologia cutânea depara-se freqüentemente com situações em que a confecção de um enxerto é uma boa alternativa para o fechamento do defeito cirúrgico. Conhecer aspectos referentes à integração e contração dos enxertos é fundamental para que os cirurgiões dermatológicos procedam de maneira a não contrariar princípios básicos do transplante de pele. Os autores fazem uma revisão da classificação e fisiologia dos enxertos de pele, acrescendo considerações cirúrgicas determinantes para o sucesso do procedimento.

Palavras-chave: NEOPLASIAS CUTÂNEAS, TRANSPLANTE DE PELE, TRANSPLANTE HOMÓLOGO

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações