Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

37

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

37

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 85 Número 2




Voltar ao sumário

 

Investigação

Corno cutâneo: estudo histopatológico retrospectivo de 222 casos*

Cutaneous horn: a retrospective histopathological study of 222 cases*


Sônia Antunes de Oliveira Mantese1, Priscila Miranda Diogo2, Ademir Rocha (in memoriam)3, Alceu Luiz Camargo Villela Berbert4, Ana Karolina Mariano Ferreira5, Thais Camargos Ferreira5

1Professora associada da disciplina de Dermatologia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) - Uberlândia (MG), Brasil. Doutora em Dermatologia pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - São Paulo (SP), Brasil.
2Acadêmica do curso de Medicina da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) - Uberlândia (MG), Brasil.
3Professor titular da disciplina de Patologia Especial II da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) - Uberlândia (MG), Brasil.
4Professor assistente da disciplina de Dermatologia da Universidade Federal de Uberlândia- Uberlândia (MG), Brasil. Mestre em Clínica Médica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) - Uberlândia (MG), Brasil.
5Médica graduada pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) - Uberlândia (MG), Brasil.

Recebido em 07.07.2009. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 29.01.2010. * Trabalho realizado nos Serviços de Dermatologia e Patologia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) - Uberlândia (MG), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum / Conflict of interest: None Suporte financeiro: Nenhum / Financial funding: None Como citar este artigo/How to cite this article: Mantese SAO, Diogo PM, Rocha A, Berbert ALCV, Ferreira AKM, Ferreira TC. Corno cutâneo: estudo histopatológico retrospectivo de 222 casos. An Bras Dermatol. 2010;85(2):157-63.

Correspondência:
ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA / MAILING ADDRESS: Sônia Antunes de Oliveira Mantese Av Pará, 1979. B. Umuarama. 38405 320 Uberlândia-MG, Brasil. E-mail: dermato@hc.ufu.br / orlando@ufu.br). Tel./fax: 34 3218 2246 34 3232 2736

 

Resumo

FUNDAMENTOS: O corno cutâneo é lesão acentuadamente hiperqueratótica, cônica e circunscrita, que pode ocultar tanto lesões benignas como malignas. OBJETIVO: Identificar histopatologicamente as principais dermatoses que se apresentam clinicamente como corno cutâneo. MÉTODOS: Estudo histopatológico retrospectivo de 222 cornos cutâneos, a partir de laudos anatomopatológicos do Hospital de Clínicas de Uberlândia entre os anos de 1990 e 2006. RESULTADOS: A média de idade dos pacientes foi de 67,42 anos. O sexo feminino foi mais acometido (64,86%). O tempo médio de evolução foi de 16,92 meses. As localizações mais frequentes das lesões foram: cabeça (35,14%) e membros superiores (31,08%). Observaram-se lesões histopatologicamente benignas em 41,44% e lesões prémalignas ou malignas em 58,56% dos cornos cutâneos estudados. Entre as lesões pré-malignas, a queratose actínica foi encontrada em 83,84% dos casos; entre as malignas, o carcinoma espinocelular correspondeu a 93,75% dos casos. CONCLUSÕES: Este estudo mostrou que a maioria dos cornos cutâneos surgiu sobre áreas do corpo expostas à luz solar, predominantemente, cabeça e membros superiores. Considerando-se a elevada frequência de lesões prémalignas e também a presença de lesões malignas, sugere-se exérese cirúrgica seguida de estudo histopatológico dos cornos cutâneos, para confirmação de diagnóstico específico.

Palavras-chave: DERMATOPATIAS, NEOPLASIAS CUTÂNEAS, PATOLOGIA

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações