Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

33

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

33

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 85 Número 2




Voltar ao sumário

 

Investigação

Padrão dermatoscópico das alopecias cicatriciais causadas por lúpus eritematoso discoide e líquen plano pilar

Dermoscopy patterns of cicatricial alopecia resulting from discoid lupus erythematosus and lichen planopilaris


Bruna Duque Estrada1, Carla Tamler2, Celso Tavares Sodré3, Carlos Baptista Barcaui4, Francisco Burnier Carlos Pereira5

1Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia - Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
2Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia - Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
3Professor assistente do Curso de Pós-Graduação do Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro (SCMRJ) e da Escola Médica de Pós-Graduação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Professor auxiliar de Ensino em Dermatologia da Universidade Federal do Rio de janeiro (UFRJ). Professor auxiliar de Ensino em Dermatologia da Faculdade de Medicina FTE Souza Marques - Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
4Professor associado do Curso de Pós-Graduação do Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro (SCMRJ) e da Escola Médica de Pós-Graduação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Mestre em Dermatologia pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM/Unifesp). Doutor em Dermatologia pela Universidade de São Paulo (USP) - São Paulo (SP), Brasil.
5Melanoma Clinic and Laboratories Research Fellow - Royal Victoria Hospital, Montreal/Canadá. Mohs Micrographic Surgery Fellow - Royal Victoria Hospital, Montreal/Canadá. Professor titular de Dermatologia da Universidade do Grande Rio. Professor associado do Curso de Pós-Graduação do Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro (SCMRJ) e da Escola Médica de Pós-Graduação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Doutor em Medicina (Dermatologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil.

Recebido em 13.08.2008. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 08.12.2008. * Trabalho realizado no Ambulatório de Alopecia em conjunto com o Ambulatório de Lesões Melanocíticas/Dermatoscopia do Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro (SCMRJ) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum / Conflict of interest: None Suporte financeiro: Nenhum / Financial funding: None Como citar este artigo/How to cite this article: Duque-Estrada B, Tamler C, Sodré CT, Barcaui CB, Pereira FBC. Padrão dermatoscópico das alopecias cicatriciais causadas por lúpus eritematoso discóide e líquen plano pilar. An Bras Dermatol. 2010;85(2):179-83.

Correspondência:
ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA / MAILING ADDRESS: Bruna Duque Estrada R. Santa Luzia, 206 - Pavilhão São Miguel - Castelo 20021 330 Rio de Janeiro - RJ, Brasil Tel./Fax: 21 2220-1928 21 3435-6067 E-mail: bruna.pinto@uol.com.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS: A dermatoscopia é método importante de diagnóstico de doenças melanocíticas benignas e malignas. Recentemente, o uso desse método tem demonstrado grande ajuda também no diagnóstico e acompanhamento das alopecias. OBJETIVO: Descrever e demonstrar os achados dermatoscópicos de pacientes com quadros clínicos e histopatológicos de alopecia cicatricial. MÉTODOS: Estudo transversal descritivo em que foram selecionados, pelos achados clínicos e histopatológicos do couro cabeludo, 14 pacientes com alopecia cicatricial, sendo quatro casos de líquen plano pilar clássico, cinco casos de alopecia fibrosante frontal e cinco com lúpus eritematoso discoide. Os pacientes foram avaliados com videodermatoscópio e dermatoscópio manual por três examinadores diferentes, de forma independente. Os aumentos variaram de 10 a 70 vezes. RESULTADOS: Foram achados predominantes no lúpus eritematoso discoide placas brancas, capilares arboriformes, tampões ceratósicos e áreas com diminuição dos óstios foliculares; no líquen plano pilar clássico, escamas perifoliculares, pontos brancos e diminuição de óstios foliculares; na alopecia fibrosante frontal, diminuição de óstios foliculares, escama e eritema perifolicular, além de capilares arboriformes. As estruturas azul-acinzentadas, demonstradas neste estudo, não foram descritas na literatura. CONCLUSÕES: O uso da dermatoscopia na avaliação clínica das alopecias ajudou a estabelecer elementos semióticos, melhorou a capacidade de diagnóstico em relação à simples inspeção e revelou novas características das alopecias cicatriciais.

Palavras-chave: ALOPECIA, DERMATOSCOPIA, LÍQUEN PLANO, LUPUS ERITEMATOSO DISCÓIDE

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações