Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

10

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

10

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 85 Número 5




Voltar ao sumário

 

Revisão

Células-tronco derivadas de tecido adiposo humano: desafios atuais e perspectivas clínicas*

Human adipose-derived stem cells: current challenges and clinical perspectives


Samira Yarak1, Oswaldo Keith Okamoto2

1Mestrado - Docente e chefe da disciplina de Dermatologia da Universidade Federal do Vale do São Francisco; doutoranda da Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (Unifesp-EPM). Departamento de Patologia - São Paulo (SP), Brasil.
2Pós-Doutorado - Docente da disciplina de Neurologia Experimental do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - São Paulo (SP), Brasil.

Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 09.04.2010. * Trabalho realizado na Universidade Federal de São Paulo e Universidade Federal do Vale do São Francisco - Petrolina (PE),Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum

Correspondência:
Samira Yarak Universidade Federal do Vale do São Francisco Avenida José de Sá Maniçoba, s/nº Centro Caixa postal 252 56304-205. Petrolina -PE E-mail: sa.la@terra.com.br

 

Resumo

As células-tronco adultas ou somáticas detêm grande promessa para a reparação e regeneração de tecidos. Atualmente, o interesse dos cientistas é contínuo na investigação da biologia de células-tronco mesenquimais, tanto em aspectos básicos, quanto no potencial de aplicações terapêuticas. As células-tronco adultas derivadas do estroma do tecido adiposo, em comparação com as células-tronco derivadas do estroma da medula óssea, apresentam como vantagem o método fácil de obtenção da fonte tecidual. As células-tronco adultas derivadas do estroma do tecido adiposo apresentam potencial para se diferenciarem em células de tecidos mesodérmicos, como os adipócitos, as cartilagens, os ossos e o músculo esquelético e não mesodérmicos, como os hepatócitos, as células pancreáticas endócrinas, os neurônios, os hepatócitos e as células endoteliais vasculares. Entretanto, os dados disponíveis na literatura científica sobre as características das células-tronco adultas derivadas do estroma do tecido adiposo e os procedimentos para sua obtenção e manipulação no laboratório são inconsistentes. É necessário o desenvolvimento de metodologias e procedimentos eficazes de isolamento dessas células para obtenção de células em quantidade e qualidade suficientes para aplicação terapêutica. Nesta revisão, são discutidos os métodos correntes de coleta de tecido adiposo, isolamento e caracterização de células-tronco adultas derivadas do estroma do tecido adiposo, com ênfase na futura aplicação em medicina regenerativa e nos possíveis desafios nesse recente campo da ciência.

Palavras-chave: ADIPÓCITOS, CÉLULAS-TRONCO ADULTAS, TECIDO ADIPOSO, TECIDO TISSULAR

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações