Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 85 Número 5




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Síndrome do nevo de Becker - Relato de caso *

Becker´s nevus syndrome – Case report


Isabela Guimarães Ribeiro Baeta1, Carla Vilela Viotti1, Ana Carolina Figueiredo Pereira1, Sérgio Rodrigues da Costa Júnior2, Flávia Vasques Bittencourt3

1Médica residente do serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC-UFMG) - Minas Gerais (MG), Brasil.
2Médico residente do serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC-UFMG) - Minas Gerais (MG), Brasil.
3Professora Adjunta de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mestre e Doutora pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Fellowship na New York University. Coordenadora do Ambulatório de Lesões Pigmentadas do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC-UFMG) - Minas Gerais (MG), Brasil.

Recebido em 10.08.2009. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 29.01.2010. * Trabalho realizado no Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC-UFMG) - Minas Gerais (MG), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum

Correspondência:
Isabela Guimarães Ribeiro Baeta Avenida Raja Gabaglia 1583/807 Bairro Luxemburgo. 30350-540 Belo Horizonte - MG Celular: 31 - 9345-2006 Comercial: 31 - 3409-9560 Fax: 31 - 3409-9199 E-mail: isabelagribeiro@hotmail.com

 

Resumo

O nevo de Becker se manifesta como uma mácula hipercrômica, localizada predominantemente no tronco anterior ou região escapular, e frequentemente associada à hipertricose. A coexistência do nevo de Becker e anormalidades cutâneas, músculo-esqueléticas ou maxilo-faciais corresponde à índrome do nevo de Becker. Relata-se o caso de uma paciente de 16 anos, portadora desde os sete anos de mácula hipercrômica, localizada no tronco ântero-lateral direito, estendendo-se até a face medial da coxa direita, acompanhada de hipoplasia mamária ipsilateral. O exame anatomopatológico confirmou a hipótese clínica de nevo de Becker.

Palavras-chave: HAMARTOMA, MAMA, MAMA/ANORMALIDADES, MÚSCULO LISO, NEVO PIGMENTADO

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações