Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 85 Número 5




Voltar ao sumário

 

Síndrome em Questão

Você conhece esta Síndrome?*

Do you know this syndrome?


Priscilla Maria Rodrigues Pereira1, Carlos Alberto Chirano Rodrigues2, Livia Lima de Lima3, Sandra Adolfina Romero Reyes4, Adriana Valquíria de Oliveira Mariano4

1Médica Residente em Dermatologia do Hospital Universitário Getúlio Vargas pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) - Manaus (AM). Médica Residente em Dermatologia do Hospital Universitário Getúlio Vargas pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) - Manaus (AM), Brasil.
2Médico Dermatologista pela Fundação Alfredo da Matta - Manaus (AM), Brasil. - Preceptor da residência médica pela Fundação Alfredo da Matta - Manaus (AM), Brasil.
3Médica Residente em Dermatologia pela Fundação Alfredo da Matta - Manaus (AM), Brasil. - Médica Residente em Dermatologia pela Fundação Alfredo da Matta - Manaus (AM), Brasil.
4Médica Residente em Dermatologia do Hospital Universitário Getúlio Vargas pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) - Manaus (AM) - Médica Residente em Dermatologia do Hospital Universitário Getúlio Vargas pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) - Manaus (AM), Brasil.

Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 06.04.2010. * Trabalho realizado na Fundação de Dermatologia Tropical e Venereologia Alfredo da Matta. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum

Correspondência:
Priscilla Maria Rodrigues Pereira Avenida Codajás, 24 Cachoeirinha Manaus – (AM), Brasil. Tel.: 92 3663 4747

 

Resumo

Síndrome de Laugier-Hunziker é caracterizada por hiperpigmentação macular adquirida, idiopática das mucosas oral e genital, que pode estar associada à melanoníquia longitudinal. Relata-se caso de melanoníquia longitudinal das mãos e pés, sinal de Hutchinson e pigmentação lenticular dos lábios e mucosa oral. A histologia é típica, com amplo diagnóstico diferencial. Trata-se de entidade rara e benigna, que deve ser incluída na diagnose diferencial das hiperpigmentações mucocutâneas.

Palavras-chave: DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL, HIPERPIGMENTAÇÃO, MUCOSA BUCAL

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações