Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

6

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

6

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 86 Número 1




Voltar ao sumário

 

Investigação

Leishmaniose tegumentar americana: estudo clínico, epidemiológico e laboratorial realizado no Hospital Universitário de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil

American cutaneous leishmaniasis: clinical, epidemiological and laboratory studies conducted at a university teaching hospital in Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil *


Nathalia Dias Negrão Murback1, Günter Hans Filho2, Roberta Ayres Ferreira do Nascimento3, Katia Regina de Oliveira Nakazato1, Maria Elizabeth Moraes Cavalheiros Dorval4

1Médica, Faculdade de Medicina Dr. Hélio Mandetta - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) – Campo Grande (MS), Brasil.
2Doutor - Professor Adjunto de Dermatologia, Chefe do Serviço de Residência médica em Dermatologia do Hospital Universitário (HU) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) – Campo Grande (MS), Brasil.
3Médica - Médica residente de Dermatologia do Hospital Universitário (HU) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) – Campo Grande (MS), Brasil.
4Doutora - Professora Associada de Parasitologia - Departamento de Patologia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) – Campo Grande (MS), Brasil.

Recebido em 17.11.2009. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 16.05.2010. * Trabalho realizado na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) – Campo Grande (MS), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum

Correspondência:
Nathalia Dias Negrão Murback Rua Marechal Mallet - 1183, Guanandi 79200 000 Aquidauana - MS, Brasil Tel.: 67 3241 4399 / 67 8411 5835 Email: nmurback@yahoo.com.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS: Leishmaniose Tegumentar Americana é zoonose de manifestações clínicas variadas, em expansão no Brasil, sendo o estado de Mato Grosso do Sul importante área endêmica. OBJETIVOS - Avaliar clínica, epidemiológica e laboratorialmente pacientes com Leishmaniose Tegumentar Americana , atendidos no Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Brasil (HU/UFMS). MÉTODOS - Trata-se de um estudo observacional do tipo transversal com abordagem descritiva e analítica. Foram avaliados, retrospectivamente, dados de pacientes suspeitos de Leishmaniose Tegumentar Americana , atendidos no HU/UFMS de 1998 a 2008, e encaminhados ao Laboratório de Parasitologia/UFMS para complementação diagnóstica. Para a inclusão neste estudo foram considerados critérios clínicos e laboratoriais. RESULTADOS - Quarenta e sete pacientes foram incluídos no estudo. Houve predominância de homens de 45 a 59 anos, com a forma cutânea, lesão única, ulcerada, em áreas expostas do corpo e com duração menor que seis meses. O comprometimento de mucosas foi crescente com o aumento da idade e maior em pacientes que procuraram atendimento tardiamente. Intradermorreação de Montenegro foi o exame de maior sensibilidade e o encontro do parasito mostrou-se mais difícil em lesões antigas. CONCLUSÃO - Suspeição diagnóstica precoce é de extrema importância para diagnóstico preciso. Associação de exame parasitológico e imunológico torna mais seguro o diagnóstico laboratorial.

Palavras-chave: EPIDEMIOLOGIA, LEISHMANIA, LEISHMANIOSE CUTÂNEA, MONTENEGRO, ÚLCERA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações