Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

5

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

5

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 86 Número 1




Voltar ao sumário

 

Investigação

Uso da capilaroscopia ungueal como método diagnóstico e prognóstico de rosácea *

Nailfold capillaroscopy as a diagnostic and prognostic method in rosacea *


Gabriela Poglia Fonseca1, Fabiane Mulinari Brenner2, Carolina de Souza Muller3, Adma Lima Wojcik4

1Especializanda de dermatologia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR) – Curitiba (PR), Brasil.
2Médica Dermatologista, Professora de Dermatologia do Departamento de Clínica Médica da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Chefe do serviço de Dermatologia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR) – Curitiba (PR), Brasil.
3Médica Reumatologista, assistente do Ambulatório de Esclerodermia do Serviço de Reumatologia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR) – Curitiba (PR), Brasil.
4Residente de dermatologia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR) – Curitiba (PR), Brasil.

Recebido em 27.09.2009. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 14.04.10. * Trabalho realizado no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFRP) – Curitiba (PR), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum

Correspondência:
Gabriela Poglia Fonseca Rua Ubaldino do Amaral 360, apto 04 Alto da Glória 80060-190 Curitiba – PR, Brasil Tel.: 41 8443 0612 Email: gabipoglia@hotmail.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS: Não há um método adequado e fidedigno de avaliação e seguimento da severidade na rosácea. OBJETIVO: Determinar a importância da capilaroscopia periungueal como método diagnóstico e prognóstico em pacientes portadores de rosácea. MÉTODOS: Estudo transversal onde foram submetidos ao exame da capilaroscopia periungueal 8 pacientes com rosácea e 8 controles no período entre maio e julho de 2009. Foram coletados dados clínicos relacionados ao sexo, idade, fototipo, classificação da rosácea de acordo com a classificação de Plewig e Kligman e a classificação da National Rosacea Society. Adicionalmente, avaliamos o tempo de evolução da doença e tratamentos previamente utilizados. RESULTADOS: A grande maioria das pacientes avaliadas (6 das 8 pacientes) apresentavam rosácea grau I (vascular) ou eritêmato-teleangiectásica. A idade média de duração da rosácea foi de 5,96 anos, sendo que 87,5% faziam tratamento com metronidazol tópico. Nenhum paciente tanto do grupo rosácea como controle demonstrou evidência de desvascularização ao exame capilaroscópico. CONCLUSÃO: A capilaroscopia periungueal apresenta um padrão inespecífico e não parece auxiliar no diagnóstico ou prognóstico da rosácea.

Palavras-chave: DIAGNÓSTICO, ANGIOSCOPIA MICROSCÓPICA, ROSÁCEA, TÉCNICAS DE DIAGNÓSTICO E PROCEDIMENTOS

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações