Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 86 Número 1




Voltar ao sumário

 

Revisão

Síndrome do ovário policístico: abordagem dermatológica *

Polycystic ovary syndrome: a dermatologic approach *


Heloisa Helena Gonçalves de Moura1, Dailana Louvain Marinho Costa2, Ediléia Bagatin3, Celso Tavares Sodré4, Mônica Manela-Azulay5

1Especialista em Clínica Médica e Dermatologia - Pós graduando do Serviço de Dermatologia Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
2Especialista em Clínica Médica e pós graduada em dermatologia Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil
3Doutora em Dermatologia pela Universidade Federal de São Paulo - Professora Adjunta do Departamento de Dermatologia Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (Unifesp - EPM) – São Paulo (SP), Brasil.
4Especialista em Dermatologia - Professor Auxiliar de Ensino de Dermatologia da Faculdade de Medicina Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Professor Auxiliar de Ensino de Dermatologia da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro (SCMRJ) Professor Auxiliar de Ensino de Dermatologia da Fundação Técnico Educacional Souza Marques - Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
5Doutora em Dermatologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - Professora Adjunta de Dermatologia da Faculdade de Medicina Universidade Federal do Rio de Janeiro Professora Adjunta de Dermatologia da Fundação Técnico Educacional Souza Marques - Rio de Janeiro (RJ), Brasil.

Recebido em 03.12.2009. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 02.06.2010. * Trabalho realizado no Serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho - Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum

Correspondência:
Heloisa Helena Gonçalves de Moura Rua Timoteo da Costa - 1100 / 501, Leblon 22450-130 Rio de Janeiro - RJ, Brasil Tel.: 21 2562 2580 / 21 3251 7725 Email: helomoura@hotmail.com

 

Resumo

A síndrome do ovário policístico (SOP) é uma das endocrinopatias mais freqüentes nas mulheres em idade reprodutiva. Caracteriza-se por morbidade elevada devido aos aspectos estéticos e por repercussões metabólicas importantes. Embora a sua patogênese permaneça incompletamente conhecida, acredita-se numa desordem multigênica complexa, incluindo anormalidades no eixo hipotálamohipofisário, esteroidogênese e resistência insulínica. Os achados principais para o diagnóstico são: hiperandrogenismo, anovulação crônica e ovários policísticos à ultrassonografia. As manifestações dermatológicas do hiperandrogenismo incluem: hirsutismo, acne, seborréia, alopecia e, em casos mais graves, sinais de virilização. Existe considerável heterogeneidade nos achados clínicos e também pode haver variação na mesma paciente com o passar do tempo. O tratamento visa reduzir as manifestações do hiperandrogenismo, restaurar os ciclos ovulatórios regulares e corrigir a síndrome metabólica. Este artigo apresenta revisão da fisiopatologia, diagnóstico e tratamento da síndrome do ovário policístico. Enfatiza-se a importância do diagnóstico e tratamento precoces no intuito de prevenir as complicações metabólicas e a repercussão emocional que afeta a qualidade de vida das pacientes.

Palavras-chave: ACANTOSE NIGRICANS, ACNE VULGAR, ALOPECIA, HIPERANDROGENISMO, SÍNDROME DO OVÁRIO POLICÍSTICO

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações