Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 86 Número 2




Voltar ao sumário

 

Qual é seu diagnóstico ?

Caso para diagnóstico


Marcelo Campos Appel da Silva1, Diego da Rosa Miltersteiner2, Jayme Eduardo Burmeister2, Claudio Galeano Zettler3, Luciana Weis4

1Especialista em clínica médica; médico clínico do Grupo Hospitalar Conceição – Porto Alegre (RS), Brasil.
2Nefrologista; professor de medicina/nefrologia do Hospital Universitário da Universidade Luterana do Brasil (HU-Ulbra) – Canoas (RS), Brasil.
3Doutor em patologia; professor de medicina/patologia do Hospital Universitário da Universidade Luterana do Brasil (HU-Ulbra) – Canoas (RS), Brasil.
4Dermatologista do Hospital Mãe de Deus – Porto Alegre (RS), Brasil.

Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 18.08.2010. * Trabalho realizado na Unidade de Medicina Renal e no Serviço de Patologia do Hospital Universitário da Universidade Luterana do Brasil (HU-Ulbra) – Canoas (RS), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum / Conflict of interest: None Suporte financeiro: Nenhum / Financial funding: None

Correspondência:
Jayme Eduardo Burmeister Av. Cel. Lucas de Oliveira, 1.270, ap. 301 Bela Vista 90440-010 Porto Alegre, RS E-mail: jb.nefro@gmail.com

 

Resumo

Dermatose perfurante adquirida é uma condição rara, em geral associada a algumas doenças sistêmicas, ocorrendo especialmente em pacientes diabéticos com insuficiência renal crônica submetidos a diálise. O sintoma principal é o prurido e a apresentação clínica característica é a presença de lesões papulares marrom-avermelhadas no tronco, cabeça e pescoço. Biópsia da lesão revela invaginação epidérmica com preenchimento por plug ceratótico. A etiologia é pouco compreendida e várias tentativas terapêuticas têm sido desapontadoras.

Palavras-chave: DIABETES MELLITUS, DERMATOPATIAS, FALÊNCIA RENAL CRÔNICA, INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações