Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 86 Número 4




Voltar ao sumário

 

Investigação

Avaliação da dor em criocirurgia de ceratoses actínicas

Pain evaluation in the cryosurgery of actinic keratoses


Claudia Schermann Poziomczyk1, Bruna Köche2, Marcel de Almeida Dornelles3, Sérgio Ivan Torres Dornelles4

1Dermatologista - Consultório no Hospital São Lucas da PUC-RS; mestranda em Patologia pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) – Porto Alegre (RS), Brasil.
2Médica – Clínica privada - Caxias do Sul (RS), Brasil.
3Acadêmico de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) – Porto Alegre (RS), Brasil.
4Mestre em Clínica Médica - Preceptor do Ambulatório de Dermatologia Sanitária (ADS) Secretaria da Saúde – Porto Alegre (RS), Brasil.

 

Resumo

FUNDAMENTOS: a ceratose actínica é lesão pré-maligna frequente, que ocorre em áreas expostas à luz solar, em pessoas idosas ou adultas de meia-idade e pele clara. A criocirurgia com nitrogênio líquido é a modalidade mais comum para o tratamento de ceratoses actínicas.
Objetivos: o objetivo primário deste estudo foi medir a intensidade da dor durante a criocirurgia, por meio da Escala Visual Análoga. Também buscou-se identificar o nível de dor considerado adequado pelo paciente, avaliar a proporção de pacientes que consideram necessária a diminuição da dor sentida e verificar a necessidade ou não de analgesia suplementar.
Métodos: Estudo transversal com pacientes encaminhados para terapêutica criocirúrgica de ceratoses actínicas no Ambulatório de Dermatologia Sanitária. Foram avaliados 112 pacientes, após tratamento de ceratoses actínicas, aplicando-se um questionário com perguntas sobre a intensidade da dor sentida durante o procedimento cirúrgico, assim como a dor considerada confortável ou adequada ao procedimento. Resultados: participaram 48 homens (42,8%) e 64 mulheres (57,2%). A média da dor referida durante o procedimento cirúrgico, medida em milímetros na Escala Visual Análoga, foi de 32,85 mm; a média da dor considerada adequada pelos pacientes foi de 23,01 mm. A diferença entre as duas médias foi estatisticamente significativa (p<0,05). Em questionário objetivo e direto, a percentagem de pacientes que referiu ser necessária a diminuição da dor foi 30,4%. Conclusões: embora a dor considerada adequada seja menor estatisticamente do que a sentida, não alcança níveis suficientes para que seja atribuída a necessidade de método de analgesia suplementar neste tipo de intervenção.

Palavras-chave: CERATOSE ACTÍNICA, CRIOCIRURGIA, MEDIÇÃO DA DOR

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações