Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 86 Número 4




Voltar ao sumário

 

Revisão

Fatores de risco genético para a suscetibilidade humana à infecções de relevância em dermatologia

Genetic risk factors for human susceptibility to infections of relevance in dermatology


José Felipe Jardim Sardinha1

1MSc - PhD student of Tropical and Infectious Diseases - Diagnosis Manager, Tropical Medicine Foundation of Amazonas (FMTAM) - Manaus (AM), Brazil.

Recebido em 11.11.2010. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 18.11.2010. * Work conducted at the Tropical Medicine Foundation of Amazonas (FMTAM) - Manaus (AM), Brazil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum Como citar este artigo: Sardinha JFJ, Tarlé RG, Fava VM, Francio AS, Ramos GB, Schriefer NAB, Ferreira LCL, Mira MT, Talhari S. Genetic risk factors for human susceptibility to infections of relevance in dermatology . An Bras Dermatol. 2011;86(4):708-15.

Correspondência:
José Felipe Jardim Sardinha Avenida Pedro Teixeira 25, D. Pedro. Cep: 69040-000 Manaus, Amazonas - AM E-mail address: felipesardinha@bol.com.br

 

Resumo

INTRODUÇÃO: Durante a era pré-microbiológica, era comum a visão de que doenças, hoje sabidamente infecciosas, eram hereditárias. Com a descoberta dos microorganismos e seu papel na patogênese de diversas patologias, chegou-se a propor que a exposição ao patógeno era condição suficiente para explicar infecção. Hoje, está claro que infecção é o resultado de uma complexa interação entre patógeno e hospedeiro, dependendo portanto, em última análise, do make-up genético de ambos os organismos. A dermatologia oferece diversos exemplos de doenças infecciosas em diferentes graus de entendimento de suas bases moleculares. Nesta revisão, resumimos os principais avanços na direção da dissecção do componente genético controlando suscetibilidade do ser humano a doenças infecciosas de importância na dermatologia. Doenças amplamente estudadas, como a hanseníase e a leishmaniose, são discutidas sob o ponto de vista da genética tanto do hospedeiro quanto do patógeno. Outras, como micobacterioses raras, micoses e sífilis, são apresentadas como boas oportunidades para pesquisa na área de genética de infecção.

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações