Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 86 Número S1




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Mitose como fator prognóstico para biópsia de linfonodo sentinela em melanoma fino


Renato Santos de Oliveira Filho1, Mayra Calil Jorge2, Daniel Arcuschin de Oliveira3, Renato Leão de Oliveira4, Maria do Carmo Assunção Queiroz5, Fábio Xerfan Nahas6

1Doutor em medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) - Cirurgião Oncológico do Hospital Israelita Albert Einstein – São Paulo (SP), Brasil.
2Acadêmica de Medicina da Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" (UNESP) – São Paulo (SP), Brasil.
3Acadêmico de Medicina da Universidade Anhembi Morumbi – São Paulo (SP), Brasil.
4Residente de Cirurgia - MEC- Santa Casa de Misericórdia de Votuporanga – São Paulo (SP), Brasil.
5Doutora em medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) - Patologista do Laboratório de Anatomia Patológica – Laboratório LOCUS – São Paulo (SP), Brasil.
6Cirurgião Plástico - Professor Livre-Docente pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) – São Paulo (SP), Brasil.

Recebido em 26.08.2010. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 19.01.2011. * Trabalho realizado na Clínica Prof. Dr. Renato Santos – São Paulo (SP), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum / Suporte financeiro: Nenhum Como citar este artigo: Oliveira Filho RS, Jorge MC, Oliveira DA, Oliveira RL, Queiroz MCA, Nahas FX. Mitose como fator prognóstico para biópsia de linfonodo sentinela em melanoma fino. An Bras Dermatol. 2011;86(4 Supl 1):S107-9.

Correspondência:
Renato Santos de Oliveira Filho Av. Rebouças, 2849 CEP 05401-350 - São Paulo - SP E-mail: mayracalil@hotmail.com

 

Resumo

Paciente, sexo feminino, 23 anos, com melanoma extensivo superficial em dorso, Breslow 0,35 mm, Clark II, sem ulcerações e com 2 mitoses / mm2. Foi submetida à ampliação de margem e biópsia de dois linfonodos sentinela (axila esquerda). O exame anatomopatológico mostrou micrometástases, no seio subcapsular de ambos. Seguindo a recomendação do "American Joint Commitee on Cancer" 2009, a paciente foi submetida à linfadenectomia axilar total, sem outros linfonodos metastáticos. A aplicação da dermatoscopia vem permitindo maior precisão diagnóstica de melanoma cutâneo, contribuindo para maior proporção de melanoma fino ao diagnóstico. A taxa mitótica foi incluída como um importante fator prognóstico para melanomas finos pelo "American Joint Commitee on Cancer" 2009, sugerindo biópsia para esses pacientes.

Palavras-chave: BIÓPSIA DE LINFONODO SENTINELA, MELANOMA, METÁSTASE LINFÁTICA, MITOSE, NEOPLASIAS

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações