Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 86 Número S1




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Elaioconiose - Relato de caso

Elaioconiosis - Case report


Nanashara Valgas1, Cristina Paula Salaro2, Clarice Jordão Bonora3, Ariane Aimee Abrego Broce1

1Médica pós-graduanda em dermatologia pelo Instituto de Dermatologia Prof. Rubem David Azulay - Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro (IDPRDA-SCMRJ) - Escola Médica de Pós-Graduação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) – Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
2Especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
3Médica pós graduanda em dermatologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro (RJ), Brasil.

Recebido em 11.12.2010. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 17.2.2011. * Trabalho realizado no: ambulatório de dermatologia do Instituto de Dermatologia Prof. Rubem David Azulay - Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro (IDPRDASCMRJ) – Rio de Janeiro (RJ), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum / Conflict of interest: None Suporte financeiro: Nenhum / Financial funding: None Como citar este artigo/How to cite this article: Valgas N, Salaro CP, Bornhausen-Demarch E, Bonora CJ, Abrego A. Elaioconiose - Relato de caso. An Bras Dermatol. 2011;86(4 Supl 1):S53-6.

Correspondência:
ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA / MAILING ADDRESS: Nanashara Diane Valgas Silva Rua Senador Vergueiro, 203 - Apto 820 Flamengo 22230 000 Rio de Janeiro (RJ) E-mail: nanavalgas@yahoo.com.br

 

Resumo

Elaioconiose é uma dermatose ocupacional do tipo acneiforme que afeta as áreas expostas de trabalhadores que lidam com óleos ou graxas. Atualmente, com o uso dos equipamentos de proteção individual, medidas de higiene pessoal e lavagem dos uniformes de trabalho, sua incidência diminuiu. Apesar de não ser uma doença rara, é pouco relatada na literatura, principalmente na nacional. Seu tratamento é lento e para a resolução das lesões, requer o afastamento do trabalhador de suas atividades laborativas.

Palavras-chave: DERMATITE OCUPACIONAL, ERUPÇÕES ACNEIFORMES, MEDICINA DO TRABALHO, ÓLEOS INDUSTRIAIS, ÓLEOS LUBRIFICANTES

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações