Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 86 Número 5




Voltar ao sumário

 

Investigação

Associação entre espessura da pele e densidade óssea em mulheres adultas

Association between skin thickness and bone density in adult women


Patrícia de Paula Yoneda1, Sckarlet Ernandes Biancolin2, Matheus Souza Martins Gomes3, Hélio Amante Miot4

1Médica - Residente de Oftalmologia da Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FMB-UNESP) – São Paulo (SP), Brasil
2Graduação em medicina - Estudante de Medicina da Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FMB- UNESP) – São Paulo (SP), Brasil.
3Médico - Residente de Anestesiologia da Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FMB-UNESP) – São Paulo (SP), Brasil.
4PhD - Professor Assistente do Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FMB-UNESP) – São Paulo (SP), Brasil.

Recebido em 24.06.2010. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 20.11.10. * Trabalho realizado nos Ambulatórios do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FMB- UNESP) – São Paulo (SP), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum: None Suporte financeiro: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP: Processo 08/54628-2. Como citar este artigo: Poziomczyk CS, Köche B, Dornelles MA, Dornelles SIT. Yoneda PP, Biancolin SE, Gomes MSM, Miot HA. Associação entre espessura da pele e densidade óssea em mulheres adul- tas. An Bras Dermatol. 2011;86(5):878-84.

Correspondência:
Hélio Amante Miot Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Unesp, S/N. Campus Universitário de Rubião Jr. - Botucatu - SP CEP: 18618-000 Fone/Fax: 14 3882 4922 E-mail: heliomiot@fmb.unesp.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS: Osteoporose acomete principalmente mulheres em menopausa e idosos, predispondo a fraturas que geram morbidade, mortalidade e custos ao sistema de saúde. Como o colágeno dérmico diminui paralelamente à redução da massa óssea com o envelhecimento, a medida da espessura da pele pode ser indício do risco de osteoporose.
OBJETIVOS: Avaliar a correlação entre densidade óssea e espessura da pele do dorso das mãos de mulheres adultas.
MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo mulheres adultas atendidas em ambulatório de hospital universitário submetidas à densitometria óssea, que foram avaliadas individualmente e mensurada, por paquímetro, a espessura da pele no dorso das mãos, além de investigados demais fatores de risco para osteoporose.
RESULTADOS: Avaliaram-se 140 pacientes. A média (±dp) de idade foi de 57 (±11) anos; a média da espessura da pele do dorso das mãos foi de 1,4 (±0,4) mm. Houve correlação entre as medidas das mãos direita e esquerda (R=0,9; p<0,01). Observou-se correlação direta entre as espessuras de pele do dorso das mãos e as densidades ósseas lomba- res e femorais (p<0,01). Tais resultados permaneceram consistentes mesmo quando ajustados pelas covariáveis: idade, fototipo, índice de massa corpórea, tabagismo, uso de corticoide oral, uso de anti-inflamatório oral e tempo de menopausa. Osteoporose se associou inversamente com a espessura da pele das mãos (Odds Ratio=0,10; p<0,03).
CONCLUSÕES: Espessura da pele correlacionou-se, independentemente, com a densidade óssea, sugerindo simultaneidade dos eventos. Sinais cutâneos podem contribuir para a estratificação de risco não invasiva desses pacientes, e colaborar na identificação e tratamentos precoces.

Palavras-chave: COLÁGENO, DENSITOMETRIA, ENVELHECIMENTO DA PELE, OSTEOPOROSE, PELE

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações