Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 86 Número 5




Voltar ao sumário

 

Investigação

Fundamentos sobre o conhecimento dos aditivos químicos presentes nas luvas de borracha

Fundamentals of the knowledge about chemical additives present in rubber gloves


Hegles Rosa de Oliveira1, Alice de Oliveira de Avelar Alchorne2

1Mestre pela Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) – São Paulo (SP), dermatologista do Instituto Médico Salette – São Paulo (SP), Brasil.
2Livre-docente de Dermatologia - Professora de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade Nove de Julho (UNINOVE) – São Paulo (SP), Brasil.

ecebido em 17.07.2010. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 10.10.2010. * Trabalho realizado na Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo (EPM – UNIFESP) – São Paulo (SP), Brasil. Conflito de interesse: Nenhum Suporte financeiro: Nenhum Como citar este artigo: Oliveira HR, Alchorne AOA. Fundamentos sobre o conhecimento dos aditivos químicos presentes nas luvas de borracha. An Bras Dermatol. 2011;86(5):911-6.

Correspondência:
Hegles Rosa de Oliveira Rua Francisca Júlia, 644 – Apto. 51 Santana CEP: 02403-011 São Paulo (SP) - Brasil E-mail: heglesrosa@hotmail.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS: Uma das causas mais frequentes de dermatite de contato alérgica, de origem ocupacional, são os aditivos da borracha, presentes nos Equipamentos de Proteção Individual. Os aditivos das luvas natural e sintética mais alergênicos são tiurams, mercaptos e carbamatos.
OBJETIVO: levantar o nível de conhecimento em relação aos aditivos químicos utilizados na fabricação das luvas de borracha sintética.
MÉTODOS: Foi aplicado um questionário aberto a profissionais que trabalham com fabricação, pesquisa, prescrição e comercialização das luvas. Foi adotado o método de pesquisa qualitativa.
RESULTADOS: Foram entrevistadas 30 pessoas: 4 pesquisadores na área de Medicina do Trabalho, 5 médicos do Trabalho, 2 técnicos de segurança do Trabalho, 1 médico do sindicato de trabalhadores da borracha, 1 engenheiro de Segurança do Trabalho, 1 engenheira de Produção do setor de fabricação de luvas de borracha, 4 empresários importadores de luvas, 1 empresário fabricante de luvas, 3 empresários que comercializavam Equipamentos de Proteção Individual, 3 vendedores de lojas de Equipamentos de Proteção Individual, 2 empresários de lojas que comercializavam produtos para alérgicos e 3 dermatologistas.
CONCLUSÃO: O conhecimento da composição química das luvas é pequeno. A rotulagem das luvas, com a descrição da composição química, facilitaria a escolha do melhor tipo de luva para cada pessoa. Esta ação, de baixo custo para as empresas, seria um ganho, do ponto de vista da saúde pública, e teria grande repercussão nos usuários de luvas de borracha.

Palavras-chave: ALERGIA E IMUNOLOGIA, BORRACHA, DERMATITE ALÉRGICA DE CONTATO, DERMATITE DE CONTATO, DERMATITE OCUPACIONAL, LUVAS PROTETORAS

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações