Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 86 Número 6




Voltar ao sumário

 

Síndrome em Questão

Você conhece esta síndrome?*

Do you know this syndrome


Thais Jerez Jaime1, Tatiana Jerez Jaime2, Daniel Fernandes Melo3, Bianca de Mello Guaraldi4, César de Souza Bastos Júnior5, Claudio Lerer6

Received on 30.05.2011. Approved by the Advisory Board and accepted for publication on 30.06.2011. * This study was conducted at the Hospital Naval Marcílio Dias, Rio de Janeiro, RJ, Brazil. Conflict of interest: None Financial funding: None How to cite this article: Jaime TJ, Jaime TJ, Melo DF, Guaraldi BM, Bastos Júnior CS, Lerer C. Do you know this syndrome? Reed Syndrome. An Bras Dermatol. 2011;86(6):1222-32.

Correspondência:
Thais Jerez Jaime Rua Cesar Zama, s/n, Lins de Vasconcelos 20725-090 Rio de Janeiro, RJ, Brazil E-mail: thaisjerez@yahoo.com.br

 

Resumo

Tumor benigno de tecido muscular, o piloleiomioma tem origem no músculo eretor do pelo, atingindo ambos os sexos geralmente na terceira década de vida. Apresenta-se como nódulo-pápulas assimétricas nas extremidades, de cor eritêma- to-acastanhada e de consistência firme. As lesões, quando múltiplas, podem ser sensíveis ou dolorosas. Sua associação com miomas uterinos, denominada de síndrome de Reed ou leiomiomatose cutis et uteri, é apresentação rara, podendo estar associada a carcinoma de células renais. A abordagem é cirúrgica em casos isolados e medicamentosa se houver sintomas. Relatamos um caso de síndrome de Reed em que se optou por acompanhamento pela ausência de sintomatologia.

Palavras-chave: COLÁGENO, CRIOTERAPIA, LEIOMIOMA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações