Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 87 Número 2




Voltar ao sumário

 

Investigação

Ação fototóxica do diodo emissor de luz na viabilidade de Trichophyton rubrum in vitro

Phototoxic action of light emitting diode in the in vitro viability of Trichophyton rubrum *


José Cláudio Faria Amorim1, Betania Maria Soares2, Orley Araújo Alves3, Marcus Vinícius Lucas Ferreira4, Gerdal Roberto Sousa5, Lívio de Barros Silveira5, André Costa Cruz Piancastelli6, Marcos Pinotti7

Correspondência:
Betania Maria Soares Av. Antônio Carlos, 6627 Belo Horizonte - 31270-901 Minas Gerais MG, Brazil Phone: 31 3409-6677 - Fax: + 55 + 31 3443-3783. E-mail: bmsoares@gmail.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS - Trichophyton rubrum é o agente mais comum das micoses superficiais de pele e unhas causando infecções de longa duração e altas taxas de recidiva. As desvantagens do tratamento atual envolvem medicações tópicas as quais não são capazes de alcançar o leito ungueal em concentrações terapêuticas, antifúngicos sistêmicos que não erradicam o fungo antes das unhas serem renovadas, efeitos colaterais graves e seleção de isolados fúngicos resistentes. A terapia fotodinâmica tem sido uma alternativa promissora aos tratamentos convencionais. OBJETIVOS - Este estudo avaliou a eficácia, in vitro, de azul de orto-toluidina irradiado por diodo emissor de luz na redução da viabilidade de T. rubrum. MÉTODOS: O inóculo fúngico foi preparado e exposto a diferentes concentrações de azul de orto-toluidina e densidades de energia do diodo emissor de luz, para avaliar a sensibilidade de T. rubrum e o efeito fungicida, após terapia fotodinâmica. Além disso, os perfis da área e volume das suspensões fúngicas irradiados também foram investigados. RESULTADOS: Uma pequena redução, in vitro, de células fúngicas foi observada após a exposição a 100 mM azul de orto-toluidina irradiados por diodo emissor de luz a 18 J/cm2. Efeito fungicida ocorreu após irradiação 25 µM orto-toluidina por diodo emissor de luz com densidade de energia de 72 J/cm2. A análise mostrou que a área e o volume irradiados pelo diodo emissor de luz foram 52,2 mm² e 413,70 mm³, respectivamente. CONCLUSÕES: Os resultados permitiram concluir que a terapia fotodinâmica com diodo emissor de luz, nas condições experimentais é uma abordagem alternativa para inibir, in vitro, T. rubrum e pode ser um tratamento promissor para as dermatofitoses causadas por este fungo.

Palavras-chave: ANTIMICÓTICOS, FOTOQUIMIOTERAPIA, ONICOMICOSE

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações