Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

27

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

27

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 87 Número 3




Voltar ao sumário

 

Dermatopatologia

Síndrome de Sweet: achados clínico-patológicos nos pacientes atendidos de 1997 a 2009 no Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes - Vitória (Espírito Santo)

Sweet''''s syndrome: clinicopathological features of patients treated from 1997 to 2009 at Cassiano Antonio Moraes University Hospital - Vitoria (Espirito Santo)*


Itamara Assini Eleuterio1, Ricardo Montibeler Tiussi2, Delio Delmaestro3, Lucia Martins Diniz 4, Elton Almeida Lucas5

Correspondência:
Itamara Assini Eleuterio Avenida Marechal Campos s/nº 29040-191 Maruípe - Vitória, ES E-mail address: itamara_assini@hotmail.com

 

Resumo

A Síndrome de Sweet ou dermatose neutrofílica febril aguda é rara no Brasil, caracterizada clinicamente por pápulas, placas ou nódulos eritematosos, dolorosos, principalmente na região cervical e membros superiores. Pode surgir sem fator desencadeante (forma idiopática) ou associar-se a neoplasias, comumente hematológicas, ou a drogas. Os autores descrevem 16 casos da Síndrome, idade mediana de 36 anos, todos da raça branca, com lesões sólidas predominantes nos membros superiores e no tronco. O histopatológico da derme observou, em todos os pacientes, predomínio de infiltrado inflamatório difuso, superficial e profundo, de moderado a intenso, composto principalmente por polimorfonucleares neutrófilos, com leucocitoclasia, além de alterações na epiderme e na hipoderme (hipodermite neutrofílica), mas sem sinais de vasculite na maioria dos pacientes, não sendo considerada achado importante para o diagnóstico. A presença de exocitose de neutrófilos foi frequente, favorecendo o diagnóstico de Síndrome de Sweet quando acompanhada por dermatite intersticial neutrofílica difusa.

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações