Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 87 Número 4




Voltar ao sumário

 

Investigação

HLA em brasileiros com urticária crônica espontânea e teste cutâneo do soro autólogo positivo

HLA among Brazilian patients with spontaneous chronic urticaria and positive autologous serum skin test*


Zamir Calamita1, Andrea Bronhara Pelá2, Márcia Gamberini3, Wilson Baleotti Júnior4, Odilon Marques de Almeida Filho5, Marcelo O. Ruiz6, Dione G. Arevalo7, Antônio Fabron Júnior8

1Doutor; médico responsável pela disciplina de Alergia e Imunopatologia Clínica da Faculdade Estadual de Medicina de Marília (Famema) – Marília (SP), Brasil.
2Médica dermatologista; professora da disciplina de Dermatologia da Faculdade Estadual de Medicina de Marília (Famema) – Marília (SP), Brasil.
3Doutora; farmacêutica responsável pelo setor de pesquisa do Laboratório de Imunologia de Marília (LIM) – Marília (SP), Brasil.
4Doutor; biomédico; professor responsável pelo Setor de Imuno-hematologia do Hemocentro da Faculdade Estadual de Medicina de Marília (Famema) – Marília (SP), Brasil.
5Doutor; farmacêutico e imunologista; chefe da disciplina de Imunologia Básica da Faculdade Estadual de Medicina de Marília (Famema) – Marília (SP), Brasil.
6Biomédico; coordenador do Laboratório de Imunologia de Marília (LIM) – Marília (SP), Brasil.
7Biomédica; técnica do Laboratório de Imunologia de Marília (LIM) – Marília (SP), Brasil.
8Doutor; médico; professor da disciplina de Hematologia e coordenador do Hemocentro da Faculdade Estadual de Medicina de Marília (Famema) – Marília (SP), Brasil.

Recebido em 26.05.2011. Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 23.08.2011. * Trabalho realizado na Faculdade Estadual de Medicina de Marília (Famema) – Marília (SP), Brasil. Suporte financeiro: Nenhum. Conflito de interesses: Nenhum.

Correspondência:
Zamir Calamita Av. Monte Carmelo, 800 - Bairro Fragata 17519-030 Marília, SP E-mail: calamita@unimedmarilia.com.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS: A associação entre os alelos do MHC classe I e II e a urticária crônica idiopática tem sido previamente constatada em diferentes populações, sendo que na população brasileira ainda não existem estudos a este respeito. OBJETIVOS: Foi estudado o envolvimento do MHC classe I e II (locci A, B e DR) em pacientes brasileiros com urticária crônica idiopática e teste cutâneo do soro autólogo positivo, comparando-se com um grupo populacional saudável. MÉTODOS: O DNA foi extraído do sangue de 42 pacientes com urticária crônica idiopática e o MHC classe I e II determinado por reação em cadeia da polimerase e teste laboratorial de hibridização de oligonucleotídeo com sonda de filamento único. A freqüência destes alelos em pacientes com urticária crônica idiopática foi comparada com a de 1000 doadores de sangue voluntários e geneticamente não relacionados, da mesma região do Brasil. O diagnóstico de urticária crônica idiopática foi baseado na história clínica do paciente e exames laboratoriais de rotina; foram selecionados apenas os pacientes com teste cutâneo do soro autólogo positivo. O resultado da distribuição alélica entre o grupo de pacientes e o grupo controle foi analisado através do odds rate com o cálculo do intervalo de confiança de 95% (95% IC). RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças com significância estatística entre os pacientes com urticária crônica teste cutâneo do soro autólogo positivos e o grupo controle. CONCLUSÕES: Verificamos que neste grupo populacional estudado não houve associação específica entre os alelos HLA estudados e a urticária crônica; acreditamos na necessidade de outros estudos populacionais, para podermos verificar a possível existência desta associação.

Palavras-chave: ANTÍGENOS HLA, GENES CLASSE I DO COMPLEXO DE HISTOCOMPATIBILIDADE (MHC), GENES CLASSE II DO COMPLEXO DE HISTOCOMPATIBILIDADE (MHC), TESTES CUTÂNEOS, URTICÁRIA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações