Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

6

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

6

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 87 Número 5




Voltar ao sumário

 

Revisão

Prurido: ainda um desafio

Pruritus: still a challenge *


Paulo Rowilson Cunha1, Oswaldo Delfini Filho2

1Professor-titular e chefe do Serviço de Dermatologia da Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ) – Professor livre-docente da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) – São Paulo (SP), Brasil.
2Título de Especialista pela SBD - Consultório privado – São Paulo (SP), Brasil.

Recebido em 01.11.2011. Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 26.01.2012. * Trabalho realizado na Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ) e Cliderp - Clínica Dermatológica de Ribeirão Preto – São Paulo (SP), Brasil. Suporte Financeiro: Nenhum / Financial Support: None Conflito Interesses: Nenhum / Conflict of interest: None Como citar este artigo / How to cite this article: Cunha PR, Delfini Filho O. Prurido: ainda um desafio. An Bras Dermatol. 2012;87(5):735-41.

Correspondência:
ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA / MAILING ADDRESS: Oswaldo Delfini Filho Rua Dr. Paulo Tinoco Cabral, 156 14020-270 Ribeirão Preto, SP E-mail: cliderp@hotmail.com

 

Resumo

Prurido é um sintoma que pode estar associado a uma gama ampla de patologias, sejam elas cutâneas, sistêmicas ou mesmo sem causa definida . Conforme sua intensidade e evolução pode comprometer de forma significativa a qualidade de vida dos pacientes. Novas abordagens terapêuticas estão sendo descritas para o controle do prurido, onde a liberação da histamina não é o fator principal. Assim, baseando-se na origem de seus mediadores, faz-se uma revisão desses recursos e ressalta-se que, embora de grande importância no arsenal terapêutico, os anti-histamínicos não são a panacéia para todos os tipos de prurido.

Palavras-chave: ANTIPRURIGINOSOS, DIAGNÓSTICO, PRURIDO, RESULTADO DE TRATAMENTO

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações