Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 87 Número 5




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Síndrome de Kindler - relato de dois casos

Kindler syndrome - report of two cases *


Luciana Mendes1, Lisiane Nogueira2, Virginia Vilasboas1, Carolina Talhari3, Sinésio Talhari4

1Médica dermatologista da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas (FMTAM) – Manaus (AM), Brasil.
2Professora substituta de Dermatologia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) – Manaus (AM), Brasil.
3Doutorado em Medicina Tropical. Professora de Dermatologia da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) – Manaus (AM), Brasil.
4Doutorado em dermatologia. Professor de dermatologia da Universidade Nilton Lins – Manaus (AM), Brasil.

Recebido em 19.06.2011. Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 20.09.2011. * Trabalho realizado na Fundação de Medicina Tropical do Amazonas (FMTAM) – Manaus (AM), Brasil. Suporte financeiro: Nenhum / Financial funding: None Conflito de interesses: Nenhum / Conflict of interest: None Como citar este artigo/How to cite this arti cle: Mendes L, Nogueira L, Vilasboas V, Talhari C, Talhari S, Santos M. Síndrome de Kindler – relato de dois casos. An Bras Dermatol. 2012;87(5):779-81.

Correspondência:
ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA / MAILING ADDRESS: Mônica Santos Avenida Pedro Texeira, 25, Dom Pedro 69040-000 Manaus, AM E-mail: m.n.souza.santos@gmail.com

 

Resumo

A síndrome de Kindler é uma genodermatose rara, autossômica recessiva, caracterizada pela presença de bolhas induzidas por traumas, fotossensibilidade, atrofia cutânea e poiquilodermia progressiva. A alteração genética da síndrome foi descrita em 2003, com a identificação de mutação no gene KINDIN1, localizado no cromossomo 20p12.3. Nesse trabalho relata-se a presença da síndrome de Kindler em irmãos, filhos de pais consangüíneos, que apresentavam, desde a infância, fotossensibilidade, bolhas após pequenos traumas, poiquilodermia, atrofia cutânea e periodontite.

Palavras-chave: DIAGNÓSTICO CLÍNICO, EPIDERMÓLISE BOLHOSA, SINAIS E SINTOMAS, TRANSTORNOS DE FOTOSSENSIBILIDADE

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações