Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

30

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

30

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 87 Número 5




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Dimensionando o medo de doenças dermatológicas

Dimensioning the fear of dermatologic diseases *


Mariana Álvares Penha1, Pamela Medeiros dos Santos1, Hélio Amante Miot2

1Estudante de Medicina da Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FMB-UNESP) – Botucatu (SP), Brasil.
2Doutor - Professor Assistente do Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FMB-UNESP) – Botucatu (SP), Brasil.

Recebido em 01.12.2011. Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 30.03.2012. * Trabalho realizado no Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FMB-UNESP) – Botucatu (SP), Brasil. Conflito de Interesses: Nenhum. Suporte Financeiro: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) processo no. 2011/07972-2. Como citar este artigo / How to cite this article: Penha MA, Santos PM, Miot HA. Dimensionando o medo de doenças dermatológicas. An Bras Dermatol. 2012;87(5):796-9.

Correspondência:
ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA / MAILING ADDRESS: Hélio Amante Miot Departamento de Dermatologia, S/N Faculdade de Medicina da UNESP Campus Universitário de Rubião Jr. 18618-970 – Botucatu, SP. E-mail: heliomiot@fmb.unesp.br

 

Resumo

A representação simbólica de doenças é ligada a percepções pessoais e raízes culturais. Neste estudo os autores avaliam o conhecimento e temores relacionados a dermatoses e outras doenças revalentes ou graves na população. Este inquérito foi baseado em formulário semiestruturado para avaliar aspectos demográficos, consulta a dermatologistas, temores e conhecimento sobre 19 dermatoses e 11 doenças prevalentes ou graves. Foram entrevistadas 302 pessoas, sendo 54% do sexo feminino e a idade média, 39 anos. Certos temores de dermatoses superaram os de doenças graves, além disso, câncer de pele e alopecia total representaram temores semelhantes ao infarto do miocárdio. Fundamentos Objetivos Métodos Resultados Conclusões

Palavras-chave: CONHECIMENTO, DERMATOLOGIA, DERMATOPATIAS, ESTIGMA SOCIAL, MEDO

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações